Três cidades da região registram aumento de 12,4% em fraudes e furtos de energia elétrica

Levantamento, que inclui Hortolândia, Sumaré e Monte Mor, foi divulgado pela CPFL Paulista e aponta Campinas na liderança

Juntas, Sumaré, Hortolândia e Monte Mor registraram um aumento de 12,41% nas fraudes e furtos de energia elétrica no primeiro semestre deste ano. O número saltou de 1055 casos em 2020 para 1186 em 2021, segundo levantamento apresentado pela CPFL Paulista, que opera nessas cidades. Esses municípios estão no ranking dos líderes de ligações clandestinas e também na recuperação.
Pelo levantamento, o número de fraudes saltou de 451 para 520 em Hortolândia, de 384 para 491 em Sumaré e de 220 para 175 em Monte Mor.
Entre os municípios com maior volume de fraudes e furtos identificados em todas as cidades atendidas pela CPFL Paulista, no primeiro semestre de 2021, Campinas está em primeiro lugar com 3.386 casos. Ribeirão Preto ocupa a segunda posição com 2.267 e Piracicaba fica em terceiro com 791 casos.
Já na região de Campinas, o município também lidera a lista com 3.386 fraudes encontradas e regularizadas, seguido por Piracicaba com 791 e Hortolândia com 520.
Com apoio de denúncias, de tecnologia e da polícia, a CPFL Paulista realizou ações de combate a fraudes e regularizou, apenas no primeiro semestre de 2021, 13.975 gatos de energia em todas as cidades da sua área de concessão. Na comparação com o mesmo período de 2019 houve aumento de 35%. Já, frente a 2020, o número se manteve no mesmo patamar. Investimentos no uso de inteligência, tecnologia e o uso do canal de denúncias têm coibido as fraudes.
As regularizações contribuem para a redução nas perdas de energia. Em junho de 2021, a perda de energia da concessionária, causada por fraudes e furtos, foi de 9,31% ante 9,4% no mesmo período do ano passado.
Dentro do combate contra fraudes e furtos, a CPFL Paulista realizou, no primeiro semestre de 2021, 51 ações de Segurança Patrimonial, registrou 1.145 boletins de ocorrência e 54 conduções de criminosos à delegacia.
“Esses resultados fazem parte do trabalho contínuo da empresa e são viabilizados tanto por meio de parcerias com órgãos públicos e autoridades policiais, quanto investindo em tecnologia de ponta e especialização das equipes em processos de monitoramento e análise”, afirma Roberto Sartori, presidente da distribuidora.

Furto de energia é crime
A CPFL Paulista reforça que furto de energia é crime, pode trazer riscos à segurança das pessoas, prejudica diretamente a população com instabilidade no fornecimento de energia e a perda de arrecadação de impostos importantes para manter serviços públicos no município.
Fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal com penas que podem chegar a até quatro anos de prisão. Além disso, a pessoa que for flagrada cometendo a irregularidade terá cobrados os valores retroativos referentes ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento.
As irregularidades também podem deixar a conta de luz mais cara para todos os consumidores, já que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) reconhece a ação como uma “perda comercial”, e este valor é revertido à empresa.
Clientes da CPFL Paulista podem contribuir – de forma sigilosa – para o combate às irregularidades por meio do aplicativo “CPFL Energia”, disponível para todas as plataformas de dispositivos móveis, pelo site www.cpfl.com.br/fraude, ou pelo e-mail denunciafraude@cpfl.com.br. No segundo trimestre de 2021, a CPFL Paulista realizou 13.474 inspeções oriundas de denúncias realizadas.

Companhia investirá R$ 1,02 bi
Para os projetos de blindagem de rede, blindagem de medição e regularização de consumidores clandestinos, a CPFL Energia prevê um investimento de R$ 1,02 bilhão até 2025, o maior valor voltado para ações contra furtos e fraudes realizado pela concessionária.
Neste período serão blindados mais de 220 mil clientes com caixas blindadas, 6.600 clientes com conjuntos de medição e serão regularizados 105 mil consumidores com ligações clandestinas em toda a área de concessão.

Domingo, 12 de Setembro de 2021

Veja Também

Pratos típicos dos letos estão no Mapa da Gastronomia da RMC

A culinária dos imigrantes letos, que se fixaram em Nova Odessa, é dos destaques do ...