Mais sete escolas estaduais terão ensino integral a partir do ano que vem na região

Unidades escolares de Sumaré (três), Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa e Paulínia serão incluídas no PEI em 2022

Mais sete escolas da região farão parte do PEI (Programa de Ensino Integral), a partir de 2022. São três em Sumaré, uma em Hortolândia, uma em Monte Mor, uma em Nova Odessa e uma em Paulínia. Na RMC (Região Metropolitana de Campinas), serão 54 contempladas em 14 municípios. O anúncio da inclusão de mais 778 unidades da rede estadual no programa foi feito na segunda-feira (12) pelo Governo de São Paulo e detalhado nesta terça (13) pela Secretaria Estadual de Educação.
De acordo com o governo estadual, o PEI será implementado, a partir do ano que vem, nas escolas: ‘Professora Ana Lúcia Pierini’, no Parque Santo Antonio, ‘Professor André Rodrigues de Alkimin’, no Centro, e ‘Savino Campigli’, em Nova Veneza, em Sumaré; ‘Professora Paulina Rosa’, no Jardim Santa Rita de Cássia, em Hortolândia; ‘Governador Mário Covas’, no Parque Residencial São Clemente, em Monte Mor; ‘Dr. João Thienne’, no Centro de Nova Odessa; e ‘Professora Adélia Cristina Borgato Gryszczenko’, no bairro São José, em Paulínia.
Atualmente, segundo o governo estadual, são 21 PEIs na região, sendo nove em Sumaré, oito em Hortolândia, duas em Nova Odessa, uma em Monte Mor e uma em Paulínia.
“Os resultados que alcançamos ao longo de dois anos e meio nos permitem hoje fazer esse anúncio de grande importância. Isso é uma vitória da educação. Tempo integral para tudo: para o aconchego, o ensino, o estudo, a alimentação e formação de uma nova geração de brasileiros”, afirmou o governador João Doria (PSDB).
No total, serão 1.855 escolas atendidas no modelo. A expectativa da Secretaria Estadual da Educação é beneficiar 387,3 mil novos estudantes de ensino fundamental e ensino médio. Com as novas adesões, o PEI estará presente em 427 municípios paulistas, em todas as regiões do Estado. Atualmente, são 448 mil estudantes atendidos em 1.077 escolas, de 309 cidades.
“Esse é o governo que fez o maior aumento das escolas de tempo integral. Saltamos para 1.077 escolas em tempo integral com menos de dois anos e no meio de uma pandemia porque acreditamos nesse modelo”, afirmou o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares.
“Com o programa implantado, vejo grandes mudanças socioemocionais dos alunos e professores. Receber propostas diversificadas que incluem as diretrizes da PEI. Sendo projeto de vida o universo a mover a vida acadêmica e o mundo do trabalho. Contemplando os quatros pilares da educação, iremos renascer nos nossos jovens sonhos e perseveranças de um mundo melhor e com cidadão íntegro com conquistas autônomas. A comunidade está em festa, serão 9 horas de grandes realizações e conquistas didáticas”, disse Sirlei Lourenço Medeiros, diretora da Escola Estadual Moacyr Santos de Campos, em Campinas.

EXPANSÃO
A ampliação é resultado da participação das 91 DREs (Diretorias de Ensino) no processo de adesão deste ano, disponibilizado entre março e junho.
O número de PEIs será quintuplicado, em comparação a 2018, quando o programa estava presente em 364 unidades escolares. A partir de 2022, serão 1.855. Destaque para oito cidades com mais de 50 mil habitantes: Piracicaba, Mirassol, Campo Limpo Paulista, Lorena, Avaré, Barretos, Olímpia e Fernandópolis passarão a oferecer o PEI em 80% das escolas.
Dentro do PNE (Plano Nacional de Educação), a Meta 6 – Educação Integral – prevê em seu objetivo 2 que em 2024, no mínimo, 25% dos alunos da educação básica sejam atendidos em jornadas de mais de 7 horas. Com as novas PEIs, São Paulo atinge este objetivo, no âmbito de sua rede estadual, já em 2022.

PEI
Criado em 2012, o PEI potencializa a melhoria da aprendizagem e o desenvolvimento integral dos estudantes, nas dimensões intelectual, física, socioemocional e cultural, por meio de um modelo pedagógico articulado a um Modelo de Gestão.
No primeiro, são trabalhadas práticas pedagógicas, como Tutoria, Nivelamento, Protagonismo Juvenil com Clubes Juvenis e Líderes de Turma, além de componentes curriculares específicos, como Orientação de Estudos e Práticas Experimentais, que potencializam a formação integral do estudante a partir do seu Projeto de Vida.
O segundo permite o planejamento, desenvolvimento e acompanhamento das ações pedagógicas, de maneira estruturada.

NOVAS PEIS NA REGIÃO
Hortolândia

‘Professora Paulina Rosa’, no Jardim Santa Rita de Cássia

Monte Mor
‘Governador Mário Covas’, no Parque Residencial São Clemente

Nova Odessa
‘Dr. João Thienne’, no Centro

Paulínia
‘Professora Adélia Cristina Borgato Gryszczenko’, no bairro São José

Sumaré
‘Professora Ana Lúcia Pierini’, no Parque Santo Antonio
‘Professor André Rodrigues de Alkimin’, no Centro
‘Savino Campigli’, em Nova Veneza

Quarta-feira, 14 de Julho de 2021

Veja Também

Aulas presenciais serão retomadas na segunda-feira em Monte Mor

Atividades recomeçam com 3,7 mil alunos, que correspondem a 33% dos estudantes matriculados em 31 ...