Mulheres avançam no mundo financeiro e já são 1 milhão na Bolsa

O avanço das mulheres no mercado de investimentos – em abril elas bateram a marca histórica de um milhão de investidoras na Bolsa de Valores – surge como inspiração para as novas gerações se relacionarem melhor com o dinheiro. A avaliação é do consultor e especialista financeiro, Rogério Araújo.
Apesar de os homens ainda serem a maioria entre os investidores, a participação das mulheres vem crescendo nos últimos anos. Entre 2018 e 2020, o número de mulheres investindo na bolsa cresceu mais de 300%.
“Vários fatores explicam os números do avanço feminino no mercado de ações. Um deles é que as mulheres estão deixando de terceirizar as decisões relacionadas ao investimento do seu dinheiro e assumindo esta tarefa”, avalia Araújo.
Além desta autonomia, o aumento maior da participação das mulheres na bolsa sinaliza para um impacto positivo para as próximas gerações. “Como são as mulheres que passam a maior parte do tempo com os filhos, naturalmente elas transferem conhecimento e um novo olhar sobre economia. Ao assumir o papel de protagonista quando o assunto é investimento, as mulheres ensinam para as novas gerações o quanto é importante cuidar bem do dinheiro”, comenta o consultor.
O especialista ressalta que poupar vai muito além de economizar. Trata-se de cultivar novos hábitos. “É aprender a evitar gastos desnecessários que podem te levar a um descontrole financeiro. E o primeiro passo para investir é estar com as contas em dia. Ao manter uma vida financeira equilibrada, que lhe permite investir, fazer o dinheiro trabalhar a seu favor, a mulher dá mais um bom exemplo que pode inspirar as novas gerações”, diz.
A pandemia de Covid-19 escancarou a precária situação financeira de grande parte dos brasileiros. O desemprego e a queda da renda só pioraram as condições de quem vive sem reservas e com o orçamento descontrolado. Para mudar este comportamento são necessários vários fatores, começando pela educação financeira já na infância. “A mulher também tem um papel importante nesta mudança de comportamento. Ao poupar e investir, ela ensina na prática os filhos a cuidar melhor do dinheiro”, avalia.
Fundador da Roar Educacional Consultoria, Rogério Araújo afirma que o número de alunas interessadas em aprender a investir vem aumentando nos últimos anos. “E as mulheres têm desempenho melhor que os homens porque são mais cautelosas e dispostas a aprender”, comenta.
A empresária Mara Silvia Pagni é uma das investidoras da Bolsa de Valores. Ela conta que sempre se interessou pelo mercado de investimentos, mas que há alguns anos o acesso não era tão fácil como agora. Antes de entrar na Bolsa, ela decidiu estudar e aprender mais sobre o mercado. Nunca mais parou. “Gosto de arriscar, mas sem perder o controle. Por isso estou sempre estudando para investir de forma certa”, diz. O conhecimento adquirido tem sido fundamental para o seu bom desempenho no mercado de ações.

Domingo, 20 de Junho de 2021

Veja Também

Sumaré atende 181 pacientes em ‘Dia D’ e anuncia novo mutirão

A Secretaria de Saúde de Sumaré realizou, no sábado (24), um novo ‘Dia D’ de ...