Membro do PCC oferece R$ 50 mil à PM para evitar prisão

Um homem que teria confirmado ser integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) teria oferecido R$ 50 mil a policiais militares do 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) para que não fosse preso. Ele foi abordado na terça-feira (15), no Parque da Liberdade, em Americana.
Durante o patrulhamento na Avenida Serra do Mar, os policiais perceberam que o suspeito havia entrado em uma comunidade do bairro, em direção a um matagal. O homem foi alcançado e portava apenas R$ 100. Questionado sobre a fuga, ele disse que venderia drogas, porém, durante entrevista policial, entrou em contradição nos questionamentos e ainda apresentou um documento que aparentava ser falso. Posteriormente, disse que se chamava Cristofer e contou que usava o documento falso para praticar crime de estelionato. Diante das controvérsias nas versões, os policiais foram até a casa do suspeito, mas nenhum documento foi localizado. Ao ser informado de que seria conduzido ao plantão policial por uso de documento falso, ele revelou ser integrante de facção criminosa e disse que era foragido da Justiça. Ele chegou a oferecer a equipe a quantia de R$ 50 mil para não ser preso.
Os PMs confirmaram que ele possui seis processos por roubo e um por homicídio. Ele foi conduzido à Cadeia de Sumaré.

Quinta-feira, 17 de Junho de 2021

Veja Também

Polícia Militar estoura desmanche e prende suspeito em Hortolândia

Peças de veículos roubados ou furtados e um revólver calibre 380 foram apreendidos na ação; ...