Secretaria de Saúde alerta população para os sintomas da chikungunya

A chikungunya é uma das doenças que o mosquito Aedes aegypti transmite para os seres humanos. É por este motivo que a Prefeitura de Hortolândia reforça a orientação para os moradores manterem os cuidados no combate e na eliminação de criadouros do inseto em suas residências. Este ano, o município contabiliza 345 casos de dengue e um de chikungunya.
De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, os sintomas da chikungunya são semelhantes aos da dengue, porém, com maior intensidade. Dentre os principais sintomas da doença estão dor e inchaço nas articulações, febre e vermelhidão no corpo. Estes sintomas podem surgir até 12 dias após o paciente sofrer picada do Aedes aegypti. A Vigilância Epidemiológica ainda ressalta que as dores nas articulações podem se tornar intermitentes ao longo dos anos.
Quem teve chikungunya fica imune e não é mais infectado pelo vírus causador da doença. No entanto, a pessoa pode contrair dengue, que não imuniza a pessoa infectada. Isso significa que a dengue é uma doença reincidente. A Vigilância Epidemiológica salienta ainda que não existem vacinas contra a dengue e a chikungunya. Portanto, a melhor prevenção contra estas doenças é o combate ao mosquito Aedes aegypti.
Para evitar o acúmulo de água parada em casa, condição favorável para a reprodução do mosquito, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, recomenda cuidados simples, tais como manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com o órgão, cerca de 80% dos focos estão nas casas das pessoas.
Outra atitude da população que ajuda no combate ao mosquito é evitar fazer o descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas e em terrenos baldios. A prefeitura reforça a orientação para que a população faça o descarte de resíduos e materiais reaproveitáveis nos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) existentes na cidade.

CASA A CASA
A Prefeitura de Hortolândia continua a fazer parte dela para combater a proliferação do Aedes aegypti. Uma das ações realizadas é o casa a casa. Nesta semana, a UVZ prossegue com o trabalho no Jardim Amanda.
Na ação de casa a casa, os agentes da UVZ visitam as casas dos moradores para fazer a busca ativa e a eliminação de possíveis criadouros do Aedes aegypti. A ação é para eliminar o mosquito ainda na fase de larva. Caso sejam encontradas larvas, algumas delas são recolhidas para identificação em laboratório.
Junto com a ação de casa a casa, a UVZ realiza nesta semana a nebulização na região do Remanso Campineiro. A ação consiste em espalhar um tipo de inseticida no ar, para eliminar mosquitos adultos.

Quarta-feira, 9 de Junho de 2021

Veja Também

Após saída de investigadores de DPs, Alan Leal faz apelo a delegada seccional

A informação de que todos os investigadores da Polícia Civil que atuam nos seis distritos ...