Polícia Civil prende suspeito de assassinar ativista de comunidade negra de Hortolândia

Nigeriano de 43 anos foi preso em São Paulo; ele teve o mandado de prisão decretado e permanecerá provisoriamente na Cadeia de Sumaré

O principal suspeito de ter matado o ativista de comunidade negra e religiões africanas Wagner Luiz Alves, de 37 anos, foi preso na manhã de terça-feira (8), no Piqueri, em São Paulo, por policiais civis da Delegacia de Hortolândia. A vítima foi assassinada a tiros enquanto participava da reunião de uma ONG (organização não governamental), na noite de 10 de abril, um sábado, no Parque São Miguel, em Hortolândia. Alves, que era muito conhecido na região, foi baleado na cabeça e não resistiu. Na ocasião, um segurança de 44 anos foi ferido no pé.
Segundo a Polícia Civil, no momento da abordagem na capital, o nigeriano estava armado e teria resistido à ação policial. A arma localizada com ele, um revólver 38, foi apreendida e será periciada. A polícia acredita que pode ser a mesma usada no homicídio do ativista. O suspeito foi conduzido à Delegacia de Hortolândia e depois transferido à Cadeia de Sumaré.
A polícia ainda vai apurar a motivação do crime, mas, por enquanto, não acredita que possa estar relacionada às atividades da vítima. Durante a investigação, os policiais apuraram que, na noite do crime, o suspeito desceu uma escadaria e atirou em direção a várias pessoas.

O CASO
Segundo o boletim de ocorrência, a vítima, o segurança e várias pessoas participavam de uma reunião de uma ONG (que não foi identificada pela polícia), na Rua Joseph Paul Julien Burlandy, no Parque Gabriel, quando o atirador invadiu o local e passou a atirar.
Em seguida, ele fugiu em uma moto, deixando para trás diversas cápsulas deflagradas e intactas, todas aparentemente do mesmo calibre. Os policiais militares apuraram que o autor seria nigeriano, residente em Pirituba, em São Paulo. A partir dessa informação, passaram a tentar localizá-lo.

Quarta-feira, 9 de Junho de 2021

Veja Também

PF e Polícia Rodoviária Federal apreendem 5,5 toneladas de maconha

Três homens foram presos durante uma operação realizada pela Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal, ...