10º Baep mantém rotina intensa de treinamentos

Mesmo antes de sua fundação, em dezembro de 2019, o 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) mantém a rotina intensa de treinamentos. Cerca de 200 policiais militares receberam qualificações dos batalhões de Choque de São Paulo, gestores do conhecimento, capacitando o efetivo da nova unidade para o patrulhamento tático com a Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), ocorrências em área de mata com o COE (Comandos e Operações Especiais), policiamento em eventos e controle de multidões com os 2º e 3º batalhões de Choque e ocorrências com explosivos e reféns com o Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais).
De acordo com o batalhão, o policial que se apresenta para servir no 10º Baep deve possuir três anos de atividade operacional e é submetido a um intenso estágio probatório de 90 dias, com foco na melhoria do condicionamento físico, apreensão de conhecimento técnico específico para a atuação no Baep, controle da estabilidade emocional e aumento da resiliência ou capacidade psicológica de resistência a frustrações. O enfrentamento ao medo, coragem, trabalho em grupo, liderança, iniciativa e comprometimento também são avaliados conforme normas internas da Unidade.
Diariamente, o pelotão – que é a fração mínima de efetivo necessário para que o 10º Baep saia às ruas, comandado por, no mínimo, um tenente da PM – realiza atividades físicas com foco nas avaliações periódicas que ocorrem para acompanhamento do desempenho físico de cada um. “Há de se ressaltar também os benefícios da atividade física para os fatores psicológicos e emocionais das pessoas em geral, outro ponto que embasa esse tipo de treinamento”, destaca a Comunicação Social do batalhão.
Após a atividade física, o pelotão foca em instruir novos estagiários e em rever conceitos, angariar novos conhecimentos ou realizar simulações técnicas nas ruas, ambientes controlados ou na sala de aula do Baep, que conta com mais de 60 lugares e estrutura adequada. São passadas instruções diariamente sobre patrulhamento, legislação, doutrina operacional, criminologia, procedimentos operacionais padrão, controle de multidões, identificação veicular, documentos copia, tiro defensivo, armamento e munição, direção veicular etc.
O comandante do 10º Baep, tenente-coronel Fernando Aparecido de Souza, destaca que teve sob seu comando uma tropa leal, dedicada, comprometida e altamente capacitada tecnicamente. Desde a seleção dos integrantes do futuro batalhão até o posicionamento deles em cada pelotão nos dias de hoje, tudo ocorreu conforme matriz de competências.

Quarta-feira, 9 de Junho de 2021

Veja Também

PF e Polícia Rodoviária Federal apreendem 5,5 toneladas de maconha

Três homens foram presos durante uma operação realizada pela Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal, ...