Monte Mor segue liderando geração de empregos na RMC em 12 meses

Entre maio de 2020 e abril deste ano, abertura de vagas formais cresceu 12,67% na cidade; Nova Odessa vem em seguida, com 11,6%

Monte Mor segue com o melhor índice de geração de empregos na RMC (Região Metropolitana de Campinas), no acumulado dos últimos 12 meses. O município acumula alta de 12,67%, com 5.478 admissões e 4.171 demissões entre maio de 2020 a abril de 2021. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia.
Em seguida, vem Nova Odessa (11,6%, sendo 10.666 novas vagas contra 8.510 encerramentos de contratos de trabalho) e Holambra (8,83%, com 4.559 contratações e 3.705 dispensas). Paulínia acumula alta de 6,83%, com 18.228 admissões e 15.393 demissões; Sumaré, 6,32%, com 21.973 contratações e 18.671 desligamentos; e Hortolândia, 6,14%, resultado de 16.438 contratações e 13.861 desligamentos.
No primeiro quadrimestre, Holambra foi a que registrou o melhor índice, de 8.36%, com 2.209 admissões e 1.397 desligamentos, seguida por Monte Mor (5,9%, com 879 contratações e 616 demissões) e Artur Nogueira (5,3%, sendo 1.453 novas vagas contra 1.037 dispensas).
Paulínia aparece com crescimento de 3,29%, com 7.130 admissões e 5.717 desligamentos; Nova Odessa, 3,2%, com 3.964 admissões e 3.320 demissões; Sumaré, 2,89%, com 8.663 contratações e 7.103 demissões; e Hortolândia com 2,81%, 6.848 admissões e 5.632 desligamentos.
Apesar do saldo positivo no acumulado de janeiro a abril de 2021 (25.846 postos, o equivalente a 6.462 contratações por mês), se comparado ao acumulado no período de janeiro a março deste ano, verifica-se uma queda de 17,92%. “Isso demonstra que o emprego está se expandindo de maneira desacelerada, o que é ruim para o combate ao desemprego atual”, avalia o economista da Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas, Laerte Martins.
A Região Metropolitana de Campinas registrou a geração de 2.228 postos em abril e, no acumulado do primeiro quadrimestre, foram abertas 25.846 novas vagas com registro em carteira. Na comparação com abril de 2020, quando foram demitidos 23.058 na região devido à pandemia da Covid-19, essas pouco mais de duas mil vagas representam uma expansão de 1.134,9%.

BRASIL
Em nível nacional, segundo o Novo Caged, o emprego formal de abril de 2021 apresentou o saldo de 120.935 novos postos de trabalho. No acumulado do ano (janeiro a abril de 2021) foram geradas 957.889 vagas, resultado das 6.406.478 admissões e das 5.448.589 demissões. Os segmentos que mais geraram postos de trabalho foram os de serviços (57.610), construção civil (22.224), indústria (17.791) e agropecuária (11.145).

Sábado, 29 de Maio de 2021

Veja Também

Sirineu Araujo propõe semana de educação no trânsito em Sumaré

Objetivo da proposta é melhorar a segurança para motoristas, ciclistas e pedestres na cidade; projeto ...