Sem previsão para aulas presenciais, Sumaré investe em móveis escolares

Prefeitura renovou cerca de 9 mil itens do mobiliário das escolas municipais, proporcionando ambientes mais confortáveis para estudantes e colaboradores

Para proporcionar mais conforto aos alunos e colaboradores no retorno às aulas presenciais – a data de início está em discussão -, a Prefeitura de Sumaré renovou o mobiliário antigo das escolas municipais. Foram cerca de nove mil itens, entre mesas, cadeiras e estantes, entregues para todas as unidades escolares, de acordo com a necessidade. Os móveis são conjuntos infantis, juvenis e adultos, e foram instalados nas salas de aula e pátio.
“A substituição do mobiliário é mais um investimento na educação de Sumaré. Os novos móveis vão proporcionar ambientes mais confortáveis e adequados aos nossos alunos e colaboradores, além de agregar ao ensino de qualidade. Nos empenhamos em oferecer uma educação eficaz e cada vez mais aprimorada. Reforçamos os investimentos na Educação, proporcionando ambientes confortáveis e que facilitem o processo de aprendizagem, além de reforçar a parte pedagógica. Queremos que nossos alunos tenham uma formação adequada no âmbito acadêmico e como cidadãos”, disse o prefeito Luiz Dalben (Cidadania).
Desde 2017, a educação de Sumaré tem recebido investimentos. Foram criadas mais 2,9 mil vagas do ensino infantil à graduação, as escolas de educação infantil receberam novos parquinhos, foram instalados aparelhos de ar condicionado em todas as salas de aula e dependências das escolas, foram implantados na cidade polos da Fatec (Faculdade de Tecnologia), Etec (Escola Técnica Estadual) e Univesp (Universidade Virtual de São Paulo), além da entrega anual de kits de material e uniforme escolar. As escolas municipais São Judas Tadeu, região da Área Cura, e na EM Magdalena Maria Vedovatto Callegari, região do Maria Antonia, contam com ensino em tempo integral, como um projeto piloto. O cardápio da merenda escolar foi readequado, além da introdução de alimentos da agricultura familiar.
E novas escolas estão em construção. E com a necessidade do isolamento social, as aulas ocorrem de forma remota via plataforma digital criada pela municipalidade. Para os alunos que não têm acesso ao sistema, as escolas disponibilizam atividades impressas, que são retiradas nas unidades. Em substituição à merenda escolar, complemento das refeições diárias para muitos alunos, os estudantes das escolas municipais e Proeb (Programa Municipal de Educação Básica) recebem kits nutricionais. Também foram entregues 1,5 mil unidades de Chromebooks aos professores e especialistas para a realização de atividades interativas entre professores e alunos.

Terça-feira, 25 de Maio de 2021

Veja Também

Sirineu Araujo propõe semana de educação no trânsito em Sumaré

Objetivo da proposta é melhorar a segurança para motoristas, ciclistas e pedestres na cidade; projeto ...