Estradas da região estão em pacote de modernização anunciado pelo Estado

Vicinais de Monte Mor, Paulínia e Sumaré estão na primeira fase de programa de recuperação, que prevê investimento de R$ 1,2 bi

Monte Mor, Paulínia e Sumaré estão entre os municípios que serão beneficiados nas duas primeiras fases do programa Novas Estradas Vicinais, do Governo de São Paulo, que irá recuperar e modernizar 1.563 quilômetros de estradas de responsabilidade municipal em todo o Estado. De acordo com o governo, nesta etapa inicial, será investido R$ 1,2 bilhão em obras licitadas pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem).
As estradas da região estão entre as 12 da região de Campinas que serão modernizadas. São elas a Estrada Municipal Mineko Ito, conhecida por Estrada do Barreiro, com 8,9 quilômetros, que liga a região de Nova Veneza à Área Cura, em Sumaré; a estrada vicinal MOR 354 (999) e a estrada do Rio Acima, ligação entre Monte Mor e Viracopos, em Campinas, com extensão total de 21,1 quilômetros; e a estrada vicinal Constante Pavan, ligação entre a SP-332 (Rodovia Professor Zeferino Vaz) e a região industrial de Paulínia. Todas estão na Fase 1 do programa.
“Só nestas fases 1 e 2, haverá investimento de R$ 1,2 bilhão e 1,5 mil quilômetros de novas vicinais aqui no estado de São Paulo. O efeito não é só a recuperação física das vicinais, e sim o que elas representam de fato para a vida dos municípios no campo e na cidade. É uma grande transformação. “Nas quatro fases do projeto serão R$ 2,5 bilhões de investimentos e 3 mil quilômetros de novas estradas vicinais.”, afirmou o governador João Doria (PSDB).

15 MIL EMPREGOS
As etapas iniciais do programa somam 139 vicinais. O pacote do governo estadual vai gerar cerca de 15 mil empregos, entre vagas diretas e indiretas.
As estradas vicinais são essenciais para o escoamento da produção agrícola e movimentam as economias regionais, além de garantir o deslocamento da população de cidades menores a grandes centros urbanos, que dão acesso a serviços importantes como saúde e educação.
Em todo o Estado, a primeira fase do programa soma 66 vicinais (divididas em 53 lotes de obras) e 76 cidades, totalizando 745 quilômetros e R$ 577 milhões. Já a segunda fase, são 73 estradas (divididos em 58 lotes) e 85 municípios, somando 818 quilômetros de recuperação e R$ 634,5 milhões em investimentos estimados.
O programa prevê obras para recuperação de pistas já asfaltadas, pavimentação das estradas em terra e melhorias em sinalização e sistema de drenagem.
Os editais de concorrência pública para a primeira e a segunda fase foram publicados nos dias 2 e 20 de março, respectivamente, no DOE (Diário Oficial do Estado). A documentação e as propostas de preço foram recebidas na sede do DER, nos dias 20 e 22 de abril.
Estão sendo minuciosamente analisadas pelas equipes de licitação do órgão estadual. Nas duas etapas com editais publicados, os municípios deverão realizar um convênio com o DER.

Sexta-feira, 7 de Maio de 2021

Veja Também

Medidas protetivas contra violência doméstica crescem 65,4% na região

De acordo com o Tribunal de Justiça, foram 379 pedidos entre janeiro e maio de ...