‘Acorda, Bolsonaro!’, diz deputado Macris, na tribuna da Câmara Federal

O deputado federal Vanderlei Macris (PSDB) subiu à tribuna da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (7) para protestar contra as medidas do governo federal no enfrentamento da Covid-19 e as 4.211 mortes registradas na terça (6).
Incisivo, Macris culpou a gestão do presidente Bolsonaro na perda de tantas vidas. Segundo o parlamentar, quase todo o mundo está abismado com o número de mortes que registra o Brasil pela pandemia do Novo Coronavírus. “Tem uma pessoa que parece estar na contramão desse processo, Jair Messias Bolsonaro”, disse o parlamentar. E completou: “Acorda, presidente Bolsonaro! Acorda para o que está acontecendo no nosso país”.
O parlamentar pediu que o presidente deixe suas convicções de lado e se reúna com governadores, prefeitos e, até mesmo a oposição, para, assim, montar um planejamento eficiente de atuação contra a pandemia. Ainda destacou que o país perde praticamente uma cidade pequena por dia com esse número de mais de quatro mil mortes. Mais de 500 municípios brasileiros tem menos de 4.250 habitantes. “Não estamos em guerra; não estamos no período medieval; e não estamos isolados de cooperação”, enfatizou Macris.
O deputado cobrou que o presidente haja imediatamente. “Chegou a hora de o senhor mudar esse discurso! Chegou a hora de pensar no Brasil! Chegou a hora de pensar nos brasileiros e chamar as forças vivas dessa nação para, efetivamente, construir uma solução para esse grave problema que o Brasil está enfrentando”.
O deputado também informou que cobra do presidente mesmo não sendo oposição. Eleito pelo PSDB, partido neutro ao governo federal, votou 87% das vezes com o governo por acreditar nas ações e na maioria das propostas apresentadas, mas não pode compactuar com as medidas adotadas nesta crise sanitária.

Quinta-feira, 8 de Abril de 2021

Veja Também

Dalben conquista R$ 4,5 mi para compra de ambulâncias em Sumaré e outras 26 cidades

Contribuindo com a estruturação dos sistemas públicos de saúde, o deputado estadual Dirceu Dalben (PL) ...