recenseadores e agentes censitários do IBGE

Sem recursos, IBGE suspende provas de concursos; são 730 vagas na região

Avaliações objetivas estavam previstas para 18 e 25 de abril; instituto aguarda posição do governo para marcar nova data

Em nota divulgada nesta terça-feira (6), o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou que suspendeu as provas dos concursos públicos para realização do Censo 2021, previsto para começar em agosto. A suspensão vale para 181.898 vagas de recenseador e 22.409 vagas para as funções de agente censitário municipal e supervisor.
Na região de cobertura do jornal Tribuna Liberal (compreendida por Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia e Sumaré), são 730 vagas, distribuídas nos cargos de recenseador (622), agente censitário supervisor (59) e agente censitário municipal (49). O prazo para inscrições começou em 19 de fevereiro e terminou em 19 de março.
A decisão foi tomada em função da redução de aproximadamente 96% dos recursos destinados ao Censo, conforme previsto no Orçamento 2021, aprovado no final de março pelo Congresso Nacional. Na avaliação do instituto, os recursos disponíveis são insuficientes para fazer a contagem populacional em todo país.
“Diante desse cenário, o IBGE comunica que as provas objetivas referentes aos Processos Seletivos Simplificados (PSS) para os cargos de Agente Censitário Municipal (ACM) e Agente Censitário Supervisor (ACS) (edital 01/2021) e Recenseador (edital 02/2021) não serão realizadas nas datas previstas de 18/04/2021 e 25/04/2021, respectivamente”, diz a nota.
O IBGE informou, ainda, que avaliará com o Cebraspe, empresa contratada para o certame, um novo planejamento para aplicação das provas, “a depender de um posicionamento do Ministério da Economia acerca do orçamento do Censo Demográfico”.
Ao todo, o IBGE previa a contratação de 204.307 pessoas no país, sendo 45.460 vagas só no Estado de São Paulo: 40.821 para recenseador, 3.678 para agente censitário supervisor e 961 para agente censitário municipal, divididas em 562 municípios.
O instituto pretendia realizar o Censo 2021, que foi adiado no ano passado em razão da pandemia, entre agosto e outubro, nos 5.570 municípios do país. A pesquisa contempla, entre outras informações, as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo. Realizado a cada dez anos, o Censo é a principal fonte de referência para o conhecimento das condições de vida da população do país.

Quarta-feira, 7 de Abril de 2021

Veja Também

Hortolândia recebeu 2,3 mil quilos em doações

Hortolândia arrecadou 2,35 toneladas de alimentos na terceira edição da iniciativa. A coleta dos mantimentos ...