Retorno de aulas presenciais em Nova Odessa também é adiado para abril

Município acompanhou a decisão de outras cidades da RMC e estabeleceu nova data para ‘abertura’ de escolas

Uma reunião no final da última semana dos núcleos internos de Planejamento e Combate ao Coronavírus das secretarias de Saúde e Educação de Nova Odessa decidiu pela suspensão do início das aulas presenciais na rede municipal, que estava previsto para a próxima segunda-feira (8). Foi levado em conta pelo grupo de trabalho, principalmente, o agravamento da pandemia de Covid-19 no país e a necessidade de manter a segurança de alunos, familiares e equipe das creches, pré-escolas e escolas municipais.
“Em função da gravidade que a pandemia voltou a ter nas últimas semanas, foi deliberado pelos núcleos o adiamento do retorno das aulas presenciais, como estão fazendo praticamente todas as cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas). Queremos garantir que, quando voltarmos, seja um retorno seguro para todos. A taxa de contaminação e transmissão do vírus voltou a subir na nossa região e, como o prefeito Leitinho sempre aponta, nossa prioridade é a preservação da vida em primeiro lugar”, justificou o secretário de Educação de Nova Odessa, José Jorge Teixeira.
Segundo o educador – que é diretor de escola concursado –, a nova previsão de retorno gradual das aulas presenciais no município é para o dia 5 de abril, dependendo novamente de uma reavaliação constante da situação da pandemia. Quando as aulas presenciais forem retomadas, será num sistema híbrido, com parte dos alunos em sala e parte em casa, acompanhando pela internet, com escalonamento de estudantes em grupos e dias alternados e horários reduzidos.
“Até lá, continuaremos com aulas apenas no modo remoto, até podermos evoluir para um sistema híbrido, com o apoio de apostilas e apoio da tecnologia para poder conectar professor e alunos. Semanalmente, estaremos reavaliando como está o avanço da epidemia de Covid-19, para sempre tomarmos a melhor decisão”, completou o secretário.
A rede municipal novaodessense, mantida pela prefeitura, possui 25 unidades, entre creches, pré-escolas e escolas de Ensino Fundamental I, e conta com 55 diretores e especialistas, 400 professores, 200 integrantes nas equipes de apoio e atende a cerca de 5,6 mil alunos com idades de até dez anos.
Na última sexta (26), as prefeituras de Sumaré e Monte Mor anunciaram o adiamento das aulas presenciais para 5 e 20 de abril, respectivamente. A decisão foi tomada após recomendação do Conselho de Desenvolvimento da RMC (Região Metropolitana de Campinas). Hortolândia e Paulínia já haviam anunciado o adiamento do retorno para abril.

Terça-feira, 2 de Março de 2021

Veja Também

Sumaré arrecada 8,5 toneladas de alimentos na 3ª ‘Conexão Solidária’

Monte Mor, Hortolândia e Nova Odessa conseguiram arrecadar, respectivamente, 4,9 mil, 2,3 mil e 2,2 ...