Paulínia adia para abril retorno das aulas presenciais na rede municipal

A Secretaria de Educação de Paulínia informou na terça-feira (23) que o retorno das aulas presenciais foi adiado e não ocorrerá mais no dia 1º de março, conforme anunciado anteriormente. A retomada ocorrerá a partir de 5 de abril.
A decisão ocorre após a Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, notificar a Secretaria de Educação, com base nos dados epidemiológicos relacionados à Covid-19 na cidade. Com a alteração, o cronograma do retorno parcial e gradual das aulas presenciais foi alterado.
Na semana passada, a Prefeitura de Hortolândia também adiou o retorno das aulas presenciais, previsto inicialmente para março. A exemplo de Paulínia, a volta está programada para 5 de abril. A medida foi tomada para garantir a segurança de alunos, pais e profissionais da educação, diante do avanço da disseminação do novo coronavírus no país.

GRUPO 1 – alunos dos últimos anos de cada nível 5º (Fundamental I – regular e EJA), 9º (Fundamental II – regular e EJA) e 3º ensino médio (técnico e EJA)
5 a 10 de abril
Turma A – 35% dos Alunos
11 a 17 de abril
Turma B – 35% dos alunos
18 a 24 de abril
Turma C – 30% dos alunos
De 25 de abril em diante
50% de cada classe, dividida em turmas A e B, em semanas alternadas

GRUPO 2 – todos os demais alunos da educação básica (creche, Emeis, ensino Fundamental – regular e EJA – e médio)
25 de abril a 1º de maio
Turma A – 35% dos Alunos
2 a 8 de maio
Turma B – 35% dos alunos
9 a 15 de maio
Turma C – 30% dos alunos
De 16 de maio em diante
50% de cada classe, dividida em turmas A e B, em semanas alternadas
De acordo com a prefeitura, caso os números da pandemia melhorem ou se mantenham adversos, o cronograma poderá ser modificado. As medidas não se aplicam às unidades estaduais e particulares existentes de Paulínia.

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2021

Veja Também

Dalben conquista R$ 4,5 mi para compra de ambulâncias em Sumaré e outras 26 cidades

Contribuindo com a estruturação dos sistemas públicos de saúde, o deputado estadual Dirceu Dalben (PL) ...