Luiz Dalben comemora desempenho de Sumaré na geração de empregos

Município aparece em 5º lugar entre as cidades que apresentaram saldos positivos de abertura de vagas formais na RMC em 2020

Mais uma boa notícia para começar bem a semana! A cidade de Sumaré apresentou saldo positivo na geração de empregos ano passado. De acordo com o levantamento do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério da Economia, o município gerou 498 novos postos. Os dados foram compilados e divulgados pela Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas), que acompanha mensalmente o desempenho das cidades que compõem a RMC (Região Metropolitana de Campinas). Segundo o órgão, Sumaré aparece em 5º lugar no ranking e figura entre as treze cidades – de um total de 20 na RMC – que apresentaram saldos positivos de empregos; e em 2º na RPT (Região do Polo Têxtil).
O prefeito Luiz Dalben comentou o aumento de 10% no número de vagas ofertadas. “Só temos a comemorar esse crescimento, reflexo de um polo industrial e comercial fortíssimos, além do empreendedorismo em ascensão, hoje com aproximadamente 15 mil MEIs, segundo dados do Sebrae. Sumaré é uma cidade bastante promissora e continuamos trabalhando e incentivando novos empreendimentos, tanto no comércio quanto na indústria, a fim de gerar mais empregos à população”, pronunciou o chefe do Executivo sumareense.
O município de Sumaré hoje a segunda maior cidade da região em números de habitantes – 286.211 em 2020, de acordo com o IBGE – e tem terceiro PIB da Região Metropolitana de Campinas. Portanto, tem forte capacidade de geração de vagas de emprego, pois é o segundo maior mercado consumidor da região, com um parque industrial diversificado.
A atividade comercial foi o setor que menos sentiu o impacto dos efeitos da Covid-19. O levantamento do Caged mostrou o panorama econômico na região, apontando as vagas e o desempenho nas áreas de agropecuária, comércio, construção civil, indústria e serviços. E a cidade de Sumaré colaborou com a região gerando 498 vagas no ano de 2020.
Já na RPT (Região do Polo Têxtil) – que compreende Sumaré e as cidades vizinhas de Hortolândia, Nova Odessa, Americana, Santa Bárbara – as atividades comercial e construção civil foram as únicas a apresentarem saldos positivos, contribuindo com 1.082 vagas. Os resultados mostram a força da Cidade Orquídea, bem como da microrregião. “Sumaré continua atraindo a atenção dos investidores por sua localização privilegiada, oferta de mão de obra capacitada e também pela seriedade do Governo Municipal no contato com a classe empresarial. São empresários que acreditam em Sumaré, e nossa malha viária é uma das melhores”, comentou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Claudio Padovani.

APOIO AOS EMPRESÁRIOS
Destaca-se ainda pelo comércio forte, próspero e competitivo. Sumaré atraiu nos últimos anos empresas de pequeno e médio porte, como lojas de rede, clínicas especializadas, e do setor de serviços. Para o prefeito Luiz Dalben são muitos os fatores que contribuem para que o município continue se destacando e atraindo novos empreendimentos. “Nossa cidade possui um potencial enorme de desenvolvimento e nosso objetivo é continuar trabalhando, sempre focado em atrair investidores de todos os portes que contribuam com o crescimento da cidade em geração de empregos e renda para a população, impulsionando a nossa economia”.

Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2021

Veja Também

Municípios da região iniciam semana com 14 mortes e mais 340 infectados

Óbitos foram notificados pelas prefeituras de Hortolândia (5), Sumaré (4), Paulínia (3) e Monte Mor ...