Médico de Sumaré revela passo a passo para realizar uma cirurgia plástica

Em tempos de pandemia, cuidados como a escolha do cirurgião e do hospital precisam ser redobrados

Mudar o corpo é uma daquelas metas que estão sempre nas listas de desejos de início de ano. Afinal, quem não quer começar o ano fazendo as pazes com o espelho? Atividade física regular e alimentação balanceada são aliadas na busca deste objetivo. Porém, nem sempre uma rotina de exercícios é suficiente para conquistar a tão sonhada mudança. Nestes casos, a cirurgia plástica pode ser o melhor caminho.
Mas para garantir que o resultado esperado com o procedimento é preciso fazer um cuidadoso planejamento. Escolher um profissional habilitado, um hospital capacitado e estudar os riscos da cirurgia são alguns dos cuidados necessários para evitar complicações. E em tempos de pandemia, os cuidados, principalmente os que envolvem o ambiente hospitalar, precisam ser redobrados.
O cirurgião plástico Samir Eberlin, membro titular da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), observa que o Brasil é um dos países que mais realizam cirurgias plásticas no mundo. “A cirurgia plástica está mais acessível, mas é preciso tomar cuidado, escolher bem o profissional e o hospital onde será feito o procedimento para evitar complicações. Infelizmente, muitas pessoas não levam estas considerações a sério e se arriscam em locais que não têm estrutura e nem habilitação para fazer determinados procedimentos”, alerta.
Para os pacientes que têm como meta realizar uma cirurgia plástica em 2021, o médico explica que é importante fazer um planejamento, desde a escolha do médico aos cuidados necessários no pós-operatório. Confira o checklist que o cirurgião plástico Samir Eberlin preparou para orientar as pessoas que desejam realizar uma plástica neste novo ano.

Escolha do cirurgião – a primeira decisão, e a mais importante, antes de realizar uma cirurgia plástica é escolher o médico que fará o procedimento. A recomendação da SBCP é pesquisar em seu site para saber se o médico é filiado à entidade. Os médicos membros da SBCP estão submetidos a um código de ética, só operam em instalações médicas credenciadas e têm treinamento em cirurgia de no mínimo cinco anos, sendo três deles em cirurgia plástica.

Escolha do hospital – Casos de pessoas que se submetem a procedimentos em clínicas sem estrutura e suporte tem sido muito comum. Por isto, a escolha do hospital é tão importante quanto a escolha do médico. E em tempos de pandemia, os cuidados hospitalares precisam ser redobrados. Alguns hospitais estão em isolamento, ou seja, não atendem e nem internam pacientes com suspeita de Covid-19 ou que apresentem sintomas de qualquer outra síndrome respiratória. Este isolamento dá mais segurança para realizar as cirurgias plásticas. Paralelamente a este isolamento, vale ressaltar que hospitais e toda a equipe médica seguem um rígido protocolo de segurança.

Pesquise sobre a cirurgia – é muito comum pacientes ficarem insatisfeitos ou decepcionados com o resultado da cirurgia plástica. Isto acontece porque os pacientes criam expectativas ou não têm informações precisas sobre o que deseja mudar no corpo. A empolgação com propagandas enganosas também leva a esta situação. Para evitar frustrações, pesquise sobre o procedimento que deseja fazer. Saiba para quais casos são aconselhados, converse com pessoas que já se submeteram a eles e tire todas as dúvidas com o seu médico. As pessoas são diferentes, têm características corporais únicas e os resultados variam de um paciente para outro.

Domingo, 17 de Janeiro de 2021

Veja Também

Marcelo Tomateiro morre aos 48 anos por complicações decorrentes da Covid

Referência no mundo do rodeio, na produção de tomate e no ramo imobiliário, empresário faleceu ...