RMC tem aumento de 51,55% nas vendas por e-commerce

Bom desempenho das vendas digitais durante o período de Natal deve-se aos reflexos do isolamento social provocado pela Covid-19

As vendas digitais para o período do Natal na Região Metropolitana de Campinas – considerado do dia 1º a 27 de dezembro de 2020 – cresceram 51,55% na comparação com o resultado obtido apenas com o e-commerce em 2019. Foram faturados nas vendas online R$ 195,5 milhões em 2020, contra R$ 129 milhões em 2019.
Para o economista Laerte Martins, diretor Acic, o crescimento das vendas digitais ainda tem os reflexos do isolamento social, provocado pela pandemia da Covid-19. Em Campinas, os percentuais são bem parecidos aos da Região Metropolitana, com crescimento de 51,73% nas vendas digitais, comparando com o ano passado. “O efeito monetário ainda é pequeno, mas o e-commerce veio para expandir e modernizar o comércio em Campinas e região”, avalia o economista Laerte Martins.
O presidente da Acias (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Sumaré), Juarez Pereira da Silva, observa que a pandemia do coronavírus mudou o comportamento de consumidores e comerciantes, acelerando tendências nas relações de compra e venda. “Com as portas fechadas, os comerciantes foram para a internet vender através das redes sociais, dos canais digitais. Por outro lado, uma grande parte dos consumidores que não tinham o hábito de comprar de forma online passou a utilizar o e-commerce”, observa.
No período mais restrito da quarentena, apenas os serviços essenciais funcionaram. Com o atendimento presencial suspenso, as alternativas de vendas para os comerciantes se limitaram à internet, delivery e drive-thru.
Para Silva, esta mudança de comportamento tende a continuar mesmo com o fim da pandemia. “A crise provocada pela Covid-19 apenas acelerou uma tendência do varejo. Consumidores que tinham receio de comprar pelas redes estão se habituando às novas formas de comprar. O comércio online é uma realidade cada vez mais presente no dia a dia”, avalia. O presidente da Acias explica ainda que boa parte de comerciantes que não faziam negócios pelas plataformas digitais, está aderindo ao e-commerce para enfrentar a crise.

LOJAS FÍSICAS
De acordo com o levantamento da Acic, ao contrário das vendas digitais, as vendas nas lojas físicas recuaram 3,6% neste Natal, em relação ao ano passado. Na RMC, nas lojas físicas, foram movimentados cerca de R$ 5,3 bilhões em 2020 contra R$ 5,5 bilhões em 2019.

Domingo, 10 de Janeiro de 2021

Veja Também

Região segue na Fase Amarela, apesar do aumento de casos

Paulínia entrou em estado de alerta; ocupação hospitalar de pacientes graves está acima de 80% ...