BIOGRAFIA: Jacqueline Naomi Kinjo

Jacqueline Naomi Kinjo nasceu em 31/05/1999, em Campinas, interior de São Paulo. Atualmente tem 21 anos e seus primeiros passos de dança foram ainda bebê, em frente à televisão, dançando as músicas de abertura de novelas. Teve suas primeiras aulas de ballet na pré-escola, dos 3 aos 5 anos. Depois se dedicou ao Odori e Matsuri Daiko, dança e tambores tradicionais de Okinawa, província de onde vieram seus familiares.
Também praticou caratê até os 16 anos, o qual teve como mestre seu pai, sensei Nivaldo Kinjo. Aos 8 anos voltou a fazer aulas regulares de ballet, e iniciou jazz dance e hip hop. Aos 13 anos optou por parar de dançar e se dedicar aos estudos no Colégio Técnico Bento Quirino. A carreira artística já não estava mais em seus planos quando em 2017 teve a oportunidade de voltar a dançar.
Fazendo aulas apenas por hobby e sem pretensão de seguir carreira, foi se aprofundando no mundo da dança, participando de eventos de dança com professores renomados nacional e internacionalmente e participando de competições nacionais e internacionais. Em algum momento dessa trajetória, as aulas deixaram de ser apenas um hobby e se tornaram estudos, com uma carga horária de 8 a 9 horas semanais de aulas e finais de semana de ensaios ou treinos, buscava se preparar para trabalhar na área.
Começou atuando em animações de eventos, festas de aniversário, dançarina de bandas e modelo fotográfica. Em 2019 entrou para o ballet da cantora Tycia, participou de clipes com artistas nacionalmente reconhecidos como Lexa, Jottape, Mc Guime e Mc Nando DK, deu vida à Skin da personagem Kelly do Free Fire, classificado como um dos jogos mais populares de 2020 participou de campanhas publicitárias e no final de 2019 iniciou seu estágio de monitoria e aprendizado na modalidade de Jazz Funk e passou a integrar o elenco do Kpop Dreams, um musical inédito de Kpop aqui no Brasil.
Hoje está atuando como modelo fotográfica, dançarina e professora de jazz funk, além de pontuar sua participação no cenário da dança como aluna, por que embora afirme que é muito mais difícil comparecer às aulas a partir do momento em que você começa a trabalhar com a dança, assim como qualquer outra profissão requer muito estudo, portanto, ressalta que embora tenha feito trabalhos os quais nunca nem tenha imaginado que faria, acredita que ainda precise de muitas aulas e tempo de estudo para se tornar o que ainda deseja ser.

Domingo, 22 de Novembro de 2020

Veja Também

Dica de Leitura: A Semântica da Alma (Alex Brito)

Hoje conheceremos melhor o autor Alex Brito e seu livro Semântica da Alma. Alexsandro da ...