Região registra quatro mortes pela Covid-19 e soma 601 vítimas fatais

As prefeituras de Sumaré e Paulínia informaram mais quatro mortes causadas pela Covid-19, elevando o total de óbitos na área de cobertura do Jornal Tribuna Liberal a 601 desde o início da pandemia, em março. Foram informados, também, mais 54 casos positivos da doença nas cinco cidades ao longo das últimas 24 horas, elevando o total de contaminados, entre mortos e sobreviventes, a 18.872. Há ainda 2,4 mil casos suspeitos, aguardando o resultado de exames, 99 pessoas internadas, e 17.812 já curadas (94,4% do total de infectados).
No final da noite da terça-feira (17/11), a Prefeitura de Sumaré informou o registro de mais dois óbitos de moradores da cidade na semana anterior, elevando o total de mortos pela pandemia a 261. As novas vítimas fatais do vírus são uma mulher idosa, de 70 anos, que faleceu no Hospital Municipal de Nova Odessa no último dia 09/11, e uma idosa de 80 anos que faleceu dia 12/11 no Hospital Samaritano de Campinas. Ambas tinham comorbidades, ou seja, doenças ou condições de saúde pré-existentes que são fatores de risco para casos graves de Covid-19.
Entre os dias 10/11 (data da atualização anterior) e 17/11, a cidade registrou também 182 novos casos positivos de infecção pelo novo coronavírus, chegando a um total de 6.949. Sumaré mantém assim com o maior total absoluto de casos e óbitos dentre as cidades da microrregião, além de ter a maior incidência de óbitos, de 92,41 mortos para cada grupo de 100 mil habitantes.
As outras duas mortes pela Covid-19 foram comunicadas na quarta-feira (18/11) pela Prefeitura de Paulínia. A cidade do Polo Petroquímico chegou, assim, a um total de 86 vítimas fatais da doença, além de 4.142 casos positivos. Paulínia tem a maior incidência de casos positivos da microrregião, 3.785,28 para cada 100 mil moradores (quase 4% da população).
O 85º caso fatal é de um idoso de 64 anos, sem comorbidades, que apresentou sintomas dias 04/11, foi internado no Hospital Municipal de Paulínia em 17/11 já em parada cardiorrespiratória, não resistiu e morreu no mesmo dia. A vítima fatal de número 86 na cidade é um idoso de 87 anos, com antecedentes de doença cardiovascular e insuficiência renal (ambas comorbidades), que teve sintomas dia 13/10, sendo internado no mesmo dia em hospital da rede privada de Campinas. Ele morreu no último dia 11/11.

Quinta-feira, 19 de Novembro de 2020

Veja Também

Com aumento no número de casos e internações, Sumaré e Paulínia devem ampliar ações

Estado pede ampliação de testes, rastreamento de casos, uso de máscaras e fiscalização rigorosa contra ...