Após 13 meses de ‘mandato tampão’, Du Cazellato é reeleito em Paulínia

Liberal assume a Prefeitura por mais quatro anos com orçamento de R$ 1,5 bilhão e desafios da pandemia

Com 26.932 votos, o equivalente a 48,19% dos votos válidos da cidade, Ednilson “Du” Cazellato (PL) foi escolhido no último domingo (15/11) novamente para comandar a Prefeitura de Paulínia, a cidade do Polo Petroquímico e um dos municípios mais ricos do Brasil, com orçamento anual estimado em mais de R$ 1,5 bilhão para uma população de pouco mais de 100 mil habitantes. Ele ficou à frente de Nani Moura (MDB), esposa do ex-prefeito Edson Moura e segunda colocada com 19.605 votos (35,08%).
Quando assumiu o cargo em definitivo pela primeira vez, após vencer as Eleições Suplementares de setembro de 2019, ele havia se tornado o 13º nome a ocupar o cargo em apenas 7 anos da conturbada história política recente de Paulínia, marcada pela cassação de prefeitos. Agora reeleito, terá finalmente quatro anos para planejar e executar um plano de governo “completo”.
“Gratidão. Essa é a palavra que uso para definir como me senti após receber a notícia que vencemos as eleições deste domingo. Sei que fui eleito com 26.932 votos, mas minha missão é governar para todos e para toda Paulínia”, apontou.
“Fizemos uma campanha limpa mostrando o que fizemos em 13 meses de governo e o que faremos nos próximos 4 anos. Sofremos ataques, mas nunca deixamos de acreditar. Andamos por Paulínia, participamos de reuniões, olhamos nos olhos das pessoas e sempre muita fé. Nunca com mentiras e promessas vazias. Agradeço a todos que estiveram com a gente nessa jornada. Ao meu vice-prefeito Sargento Camargo, aos candidatos, aos presidentes de partidos, aos trabalhadores da campanha e também a minha família que sempre esteve ao meu lado”, afirmou Cazellato.
Segundo ele, em 2020 as receitas da Prefeitura já caíram diante do pico da pandemia. “Não deixamos de fazer obras e honramos todos os pagamentos em dia, além de investirmos na saúde para salvarmos vidas. Vamos planejar e analisar o orçamento caso isso aconteça novamente. Não somos de fazer loucuras com o dinheiro público. Respeitamos o orçamento, priorizamos o essencial e trabalhamos sempre dentro da legalidade. Tenho certeza que estaremos prontos para agir se necessário”, garante.

PRIORIDADES
No novo (e completo) mandato, Cazellato deve seguir investindo prioritariamente na Rede de Saúde. “Temos o desafio da retomada segura das aulas e também vamos priorizar atrair empresas e investimentos para que novos empregos sejam gerados, além de buscar fazer obras que possam melhorar a vida das pessoas”, acrescentou.
“Reforço meu compromisso com Paulínia. Aqui nasci, cresci, formei família e vou estar sempre. Farei o meu melhor enquanto estiver prefeito governando para todos. Tenho amor por essa cidade e até o último dia do meu próximo mandato trabalharei pelo melhor por Paulínia”, finalizou o prefeito reeleito.
Cazellato foi vereador na cidade por dois mandatos e presidente da Câmara por 11 meses até assumir interinamente o Executivo pela primeira vez, em agosto de 2018, após a Justiça Eleitoral declarar vago o cargo ocupado até então pelo ex-prefeito Dixon Carvalho, cassado por ter utilizado, na campanha eleitoral de 2016 (da qual ele saiu vencedor nas urnas), recursos próprios em valores supostamente superiores ao seu próprio patrimônio declarado até então.

Terça-feira, 17 de Novembro de 2020

Veja Também

Sirineu Araujo propõe semana de educação no trânsito em Sumaré

Objetivo da proposta é melhorar a segurança para motoristas, ciclistas e pedestres na cidade; projeto ...