Rio de Janeiro - A dona de casa Maria das Graças Benedito, 67 anos, compra presentes para o Dia das Crianças no comércio da Sociedade de Amigos da Rua da Alfândega e Adjacências (Saara), o maior centro comercial popular do Rio de Janeiro.

Vendas do Dia das Crianças deixa comerciantes da região satisfeitos

O movimento no Varejo dos municípios da base do Sincomercio (Sindicato dos Lojistas e do Comércio Varejistas de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste) no Dia das Crianças deste ano, celebrado no último 12 de outubro, atingiu a expectativa da maioria dos comerciantes, principalmente daqueles voltados a artigos infantis. De acordo com empresários ouvidos pela entidade, apesar do momento econômico instável em função da pandemia do novo coronavírus, as lojas do ramo, em geral, tiveram aumento nas vendas em comparação ao ano de 2019.
Para o comerciante Ozanini Mario Rosineli, proprietário da rede de lojas Zanini e vice-presidente do Sincomercio, houve acréscimo de 21% nas vendas de brinquedos na semana que antecedeu o Dia das Crianças em relação ao mesmo período do ano passado.
Segundo ele, a abertura em horário estendido no sábado, dia 10, também alavancou o consumo de outros itens. “Comparando com os sábados anteriores, houve acréscimo de 8% na venda de utensílios domésticos, presentes e móveis infantis”, declarou Rosineli.
Para Vera Lúcia Toledo Matsui, da loja A Japonesa e diretora do Sincomercio, o faturamento foi inferior ao de 2019. “As pessoas procuraram por itens mais baratos, diminuindo o ticket médio das vendas”, informou a lojista, cujo foco são artigos de confecções e móveis infantis. Apesar disso, ela considera a situação natural, em função do momento econômico atual, e comemorou o volume de consumidores. “No sábado tivemos movimento o dia todo, sempre havia clientes dentro da loja”, contou.
O diretor do Sincomercio Leandro Ferraz, proprietário da Capitão Brinquedos, contou que o faturamento deste ano foi um pouco superior ao registrado no mesmo período em 2019. “Talvez o grande fator que contribuiu para isso foi o Auxílio Emergencial do governo federal”, declarou.

FASE VERDE
O sábado que antecedeu o Dia das Crianças foi o primeiro dia da região na Fase Verde do Plano São Paulo. Desde o último dia 13/10, as lojas voltaram a atender em horário normal – das 9h às 18h. Com isso, a expectativa é que, gradativamente, o movimento volte a ser equivalente ao momento pré-pandemia.

Terça-feira, 27 de Outubro de 2020

Veja Também

PPG e Junior Achievement promovem preparo social e profissional de jovens

A PPG, fabricante mundial de tintas e revestimentos, e a Junior Achievement, uma das maiores ...