Mário Balotelli morre aos 18 anos e vai brilhar nos gramados do céu

Mario Gabriel dos Santos Ferreira de Freitas. cujo nome profissional desde os 7 anos é Mário Balotelli, como era carinhosamente chamado no mundo da bola e pelos seus técnicos, sendo um deles, Haroldo do Barcelona City, morreu aos 18 anos. Jovem cheio de sonhos, jogou a Copa MIC na Espanha no Barcelona.
Bom cristão, gostava muito de curtir música gospel no seu fone de ouvido, sendo para família um filho exemplar, sempre orava a Deus com muita fé antes de dormir e quando acordava.
Amava estudar, nunca teve uma falta, sempre com boas notas e nas horas vagas ajudava os colegas de classe. Fazia uma vez por semana louvor na sala de aula, sempre participando nos projetos sociais juntamente com seus familiares.
Mario Balotelli deixou dois irmãos, Lucas e Sarah. Por ser o mais novo, sempre recebeu mais atenção, entretanto, seus irmãos sempre lhe deram o carinho e amor. Balotelli tinha um sorriso que emanava felicidades, não tinha como brigar com ele.
Seus pais, Mário Sérgio Ferreira de Freitas e Luciana dos Santos Freitas, tinham orgulho de falar do filho caçula:
“Ele amava brincar com o seu sobrinho, André Miguel, nossa como amava! Gostava de andar de bicicleta com os amigos curtia muito ir a casa deles, Matheus, Guilherme, Nicolas e Alex.”
“Gostava de sempre estar com a família. Sempre dizia a Família em primeiro lugar abaixo de Deus. Educado, sempre cumprimentava a todos.
Gostava de acompanhar na televisão os jogos do Brasileirão, principalmente do São Paulo, seu time de coração, astuto para escalar o Cartola.”
“Adorava assistir séries de televisão com a família e amava cuidar da avó Josefa. Era um jovem muito formoso. Lindo por dentro e por fora. Curtia uma resenha em família, com os pais, um jovem temente a Deus acima de tudo.”
“Torcedor do Unidos da Vila (Picerno) de coração. Foi e sempre será o melhor filho do mundo. Vivia intensamente realizando seus sonhos. Por onde passava sua alegria contagiava todos.”
“Já estava com contrato fechado com um time profissional. Logo com o término da pandemia, em janeiro iria voltar a jogar por alguns meses no Brasil e logo após iria para a Espanha, Barcelona, onde ele iria voltar a jogar futebol profissional. Amava natação, amava e vivia futebol, amava a Espanha, o Brasil e sua cidade, Sumaré.”
“Mário Gabriel viveu intensamente e conquistou em 18 anos o que uma pessoa de 50 anos não conseguiu conquistar. Nosso filho amado, te amaremos para sempre. Até breve”, finalizam seus pais Mário Sérgio Ferreira de Freitas e Luciana dos Santos Freitas.

Sábado, 24 de Outubro de 2020

Veja Também

Hortolândia inicia ampliações e melhorias de espaços esportivos

A Prefeitura de Hortolândia continua com o projeto de ampliação e melhoria dos espaços públicos ...