A importância da várzea para o futebol profissional

O Futebol amador também conhecido popularmente como várzea vem se distanciando dos interesses dos clubes profissionais, que ao invés de fixarem seus olhos nos campos de futebol, principalmente nas periferias dos grandes centros urbanos, está buscando nas escolinhas de futebol os seus futuros atletas. Não estou falando que as escolinhas não têm um papel importante na formação e na lapidação de futuros atletas, pelo contrário, ambos têm suas funções bem definidas. A várzea tem o aspecto de forjar o estilo de jogo na prática, nas disputas dos jogos, nos torneios e campeonatos, experiência única, da pressão da torcida, quer seja a favor ou contra.
O futebol é um esporte que agrega vários princípios fundamentais para o desenvolvimento do ser humano e na formação não apenas de cunho físico, mas social e ético-moral; ou seja, na formação integral.
Os clubes profissionais deveriam dar uma pouco mais de ênfase para as competições organizadas pelas Ligas Amadoras. “Muitos atletas famosos começaram jogando bola em campos na várzea desde as categorias de base até mesmo na idade adulta.”
Podemos citar o meio-campista, Elias, que teve passagens marcantes pela Ponte Preta e Corinthians, Sporting de Portugal e Atlético de Madrid na Espanha, entretanto poucos sabem que sua carreira iniciou jogando no Leões da Geolândia, time de várzea paulistana.
Recentemente tivemos o reconhecimento do trabalho que o Flamengo do Jardim Santa Mônica (Campinas) realiza nas suas categorias de base. Renan Pereira Muniz Oliveira, conhecido como Renan ou Renanzinho, passou pela base do Flamengo antes de se destacar na Copa São Paulo de 2019 e se tornar atleta profissional.
O futebol na várzea tem o seu jeito peculiar na formação e na lapidação dos atletas. A técnica, a tática e o estilo de jogadas são completamente diferentes daqueles que são realizados nas categorias de base dos times profissionais e das escolinhas de futebol.
Os jogadores formados na base dos clubes profissionais se destacam por ter uma visão mais tática e sistematizada do jogo. Diferente dos atletas formados na várzea, que conseguem ter o poder de improvisação potencializado por desenvolver tão bem o lado empírico e técnico do jogo.
Por isso, as características aprendidas e desenvolvidas no futebol na várzea se tornam um importante diferencial que pode projetar esses atletas para os clubes profissionais.

Sábado, 24 de Outubro de 2020

Veja Também

Hortolândia inicia ampliações e melhorias de espaços esportivos

A Prefeitura de Hortolândia continua com o projeto de ampliação e melhoria dos espaços públicos ...