Corretor de Sumaré atinge marca de R$ 1 bilhão em contratos imobiliários

Kadu Ghiraldi disse que a qualificação e o foco nesse nicho de mercado fizeram toda a diferença na realização de suas conquistas profissionais

ias do mercado, foco e a qualificação profissional fizeram toda a diferença para Kadu Ghiraldi, 41 anos, corretor imobiliário com escritório no Veccon Prime Center, em Sumaré. Na primeira quinzena de outubro de 2020, ele conseguiu a marca de R$ 1 bilhão em VGV (Valor Geral de Vendas) em contratos imobiliários, isso o colocou como um dos maiores corretores do Brasil nesse seguimento.
Além de negócios em Sumaré, Ghiraldi também atua em Hortolândia, Nova Odessa, Campinas, Americana, Piracicaba, Laranjal Paulista, Sorocaba, Jaguariúna, Mogi Guaçu, entre tantas outras, e outras onde a expansão está se iniciando, como as cidades do Vale do Paraíba (Jacareí, São José dos Campos, Taubaté etc), a região de São José do Rio preto (Rio Preto, Mirassol, Catanduva, Barretos, etc). Inclusive, também já inicia a expansão mais intensa do seu trabalho em outros estados. O corretor que é especialista em incorporações e loteamentos, trabalha diretamente entre os proprietários das áreas para esse tipo de empreendimento e os incorporadores e loteadoras performando os negócios dessa natureza. “Esse tipo de trabalho é complexo, pois envolve muitos pontos e muito conhecimento para poder fazer com que o negócio seja concretizado. É o profissional que gerando negócios abastece o mercado imobiliário de produtos, disponibilizando oferta para que os corretores e as imobiliárias possam atender seus clientes compradores”, disse Ghiraldi. Ele explica que o trabalho vai desde encontrar a área perfeita para o tipo de empreendimento desejado, seja ele loteamentos ou edificações de prédios, até a elaboração da viabilidade, pedidos de diretrizes construtivas, pesquisa de mercado, conhecimento do que a legislação de zoneamento permite de aproveitamento na área, a confecção dos contratos específicos, qual o tipo de produto construir e também qual o seu preço de venda, praticamente tudo o que envolve esse empreendimento. Kadu não atua na venda de unidade, como a maioria dos corretores. Essa iniciativa, segundo ele, fez com que pudesse se dedicar a grandes negócios entre proprietários com empreendimentos ou incorporadoras. Por conta da sua complexidade, poucos profissionais tem conhecimento ou se arriscam a se dedicarem nesse seguimento imobiliário, ele também é técnico contábil há mais de 20 anos e inscrito no CRC-SP (Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo), tecnólogo em serviços jurídicos e notariais. Além disso, possui mais de 15 cursos de especialização voltados para o setor, dentre eles o de incorporação pela FGV, lucro imobiliário pelo Creci-SP (Conselho regional de Fiscalização do profissional Corretor de Imóveis) holding pela LEX, perito judicial pelo Creci- -SP, dentre outros. “Atuo em praticamente todas as etapas dos processos entre as partes, auxilio inclusive na análise do pagamento de impostos, cálculos com escrituras, ITBI (Impostos de Transmissão de Bens Imóveis). Se um negócio envolve contratos de locação, o auxílio é do começo ao fim do negócio, com as propostas de saída para a redução dos impostos e lucros imobiliários. Se envolve indústria química, preciso entender quais são as permissões do município para esse ramo de atividade, as autorizações da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, entre outros”, disse o corretor.

QUALIFICAÇÃO
Ghiraldi já esteve fora do Brasil analisando o mercado internacional e está buscando a internacionalização da sua atividade em outros países como EUA e a Europa, por possuir cidadania Italiana teria mais facilidade de se estabelecer em outros mercados, e isso seria o ápice de um profissional desse setor do mercado, tanto para abrir mercado para os incorporadores brasileiros poderem expandir para outros países como para os incorporadores estrangeiros poderem investir no Brasil sendo seu trabalho uma via de mão dupla.
Sobre os números, o corretor não revelou até o fechamento da matéria em quanto já teria fechado a mais desde que atingiu essa marca, mas acredita chegar entre R$ 2 a R$ 2,5 bilhões em 2021/2022, se o mercado continuar aquecido e proporcionando juros baixos para financiamentos de unidades habitacionais isso seria possível, e ele tem se esforçado bastante para alcançar mais números expressivos como esse, isso o colocaria ainda mais no topo no Brasil do setor mais concorrido, que é o setor imobiliário. Quem quiser conhecer mais seu trabalho é só segui-lo nas redes sociais Instagram: @kadughiraldi ou Facebook: kadughiraldi.

Domingo, 18 de Outubro de 2020

Veja Também

Krav Magá transforma vidas com segurança e autoestima

Muito se fala sobre a importância da prática de atividades físicas para a saúde, mas ...