Hortolândia descarta retorno das aulas presenciais na Rede Municipal em 2020

Determinação é válida para 28 mil alunos de 58 unidades municipais; retomada em 2021 ainda deve atender determinados critérios

No sábado (10/10), a Prefeitura de Hortolândia publicou o Decreto Municipal nº 4.610, que determina a suspensão das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino até 31 de dezembro de 2020 – na prática, adiando para 2021 a eventual retomada das aulas presenciais, ao contrário do que vem indicando o Governo do Estado, que já havia liberado a volta gradual dos alunos às EEs (Escolas Estaduais), desde que autorizado pelos prefeitos de cada cidade.
A determinação é válida para os 28 mil alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação Integral 1 e para a EJA (Educação de Jovens e Adultos) das 58 unidades escolares municipais, incluindo os alunos do Ensino Fundamental 2, da EMEF Agenor Miranda da Silva e, também, para as escolas conveniadas com o programa Bolsa Creche.
Segundo a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, “a decisão foi tomada após estudos e pesquisas realizadas junto à Comissão Especial criada para tratar do assunto”. Na pesquisa, somente 10% dos entrevistados optaram pelo retorno das aulas presenciais, enquanto 8% não souberam opinar.
“Uma das ações realizadas que pautaram esta decisão foi uma pesquisa com os pais, responsáveis, com os professores e gestores da rede municipal, onde mais de 80% optaram pela manutenção das atividades em sistema remoto”, ressaltou a secretária Sandra Fagundes Freire.

EM 2021
Para o ano letivo de 2021, segundo a Secretaria, o retorno às aulas da Rede Municipal será baseado em três eixos: planejamento, acolhimento e atividades pedagógicas diversificadas e elaboradas a partir do diagnóstico de cada aluno, com foco em um plano de recuperação individual. O Calendário Escolar de 2020 já foi readequado pelos profissionais da Secretaria e aprovado pelo Conselho Municipal de Educação, garantindo assim a finalização do ano letivo cumprindo a carga horária necessária.
“Neste período de distanciamento social e suspensão das aulas presenciais, os servidores da Secretaria de Educação têm trabalhado para oferecer atividades diversificadas e postagens de conteúdos para a Educação Básica, nas etapas da Educação Infantil e Ensino Fundamental, incluindo as modalidades da Educação Especial (Cier) e Educação de Jovens e Adultos, perpassando pela Educação Integral”, lembrou a gestão.
Além de oferecer atividades pedagógicas online, por meio do Blog Educação e de grupos no WhatsApp, visando garantir que todos os alunos tenham acesso aos conteúdos e as mesmas oportunidades de aprendizado, para as famílias que apresentam dificuldade em relação a manuseio e ou acesso a internet, o atendimento é via unidade escolar em que o aluno está matriculado. Todas as atividades são entregues impressas e o acompanhamento do desenvolvimento educacional do aluno ocorre por meio deste material.
Todas as atividades são elaboradas de acordo com o Projeto Pedagógico e de Gestão Escolar, e referenciados na Base Nacional Comum Curricular, Diretrizes Pedagógicas do Programa Ler e Escrever, EMAI (Educação Matemática nos Anos Iniciais), Currículo Municipal da Educação Infantil, Currículo Paulista, o livro do professor Aprender com a criança: experiência é o conhecimento, além dos livros didáticos do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático).
“Temos que priorizar a segurança e a saúde dos nossos alunos e de toda a comunidade escolar, refletindo em toda a população de Hortolândia. Além disso, estamos focados em garantir uma educação de qualidade e efetiva, que valoriza a afetividade entre crianças, famílias, escola, professores e colegas de turma. Os profissionais têm trabalhado com muito empenho na elaboração de vídeos, para que possamos fortalecer os vínculos afetivos”, enfatizou Sandra.

Quarta-feira, 14 de Outubro de 2020

Veja Também

Mulher de 37 anos é 40ª vítima do coronavírus em Monte Mor

Região chegou a 569 óbitos; com 116 positivos desde sábado, marca dos 17,1 mil casos ...