Prefeitura quita a primeira parte do 13º dos servidores municipais

A Prefeitura de Sumaré quitou na quarta-feira (30/09) o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores municipais. Foram depositados mais R$ 2,7 milhões para os colaboradores, referentes aos 50% do 13º. A primeira parte da 1ª parcela havia sido paga no início de setembro.
“A antecipação do benefício (da primeira parcela do 13º), que por lei deve ser paga até 30 de novembro, é uma medida adotada desde 2017 para melhor funcionamento da máquina pública, por meio do planejamento das receitas e despesas, e valorização do servidor”, justificou a gestão.
“Mesmo com todas as dificuldades impostas pela pandemia causada pelo novo coronavírus, novamente Sumaré deu um passo à frente e realizou de maneira escalonada o pagamento da primeira parte do 13º”, acrescentou a gestão em nota. Segundo a Prefeitura de Sumaré, o objetivo da medida também é “aquecer e fortalecer o Comércio local – seguindo, claro, todos os cuidados que a Covid-19 exige”.
“Desde que assumiu seu mandato, em 2017, a atual gestão vem realizando o pagamento de 50% do 13º no decorrer do ano, para não sobrecarregar a folha do mês de dezembro e também como uma maneira de valorizar o colaborador público, que vinha sofrendo com o descaso de administrações anteriores. E este ano, não é diferente”, destacou a secretária municipal de Finanças e Orçamento, Monis Marcia.
“Mesmo com todos os desafios impostos pela pandemia, principalmente com relação à queda na arrecadação, os salários dos servidores de Sumaré estão em dia, já iniciamos o pagamento do 13º e também estamos conseguindo dar continuidade a diversas obras e melhorias para a população. Não é uma tarefa fácil, mas com planejamento e, principalmente, respeito ao dinheiro público, ao servidor e à população, é possível”, concluiu Monis.

MAIS BENEFÍCIOS
Salário em dia e 13º adiantado são apenas parte de um “pacote” de ações de valorização do funcionalismo público implantado pela atual gestão em Sumaré. Após vários anos em que o dissídio da categoria ficou “congelado”, a atual gestão também garantiu reajuste salarial para todo o funcionalismo – de 4,75% em 2017, mais 2,85% em 2018 e 3,89% em 2019. Além disso, também houve reajuste do auxílio-saúde, implantação do cartão de vale-alimentação e do abono natalino.
Outras medidas incluem oferecer melhores condições de trabalho aos colaboradores, com reformas dos prédios públicos e aquisição de novos equipamentos, além de cursos de capacitação internos e parcerias com unidades de ensino da cidade, que garantem descontos em diversos cursos aos servidores municipais, principalmente cursos de nível Superior e Técnico.

Quinta-feira, 1º de Outubro de 2020

Veja Também

Prefeituras, estados e União têm que se adequar à Lei de Proteção de Dados

Gestores públicos também devem entender e aplicar os principais pontos da LGPD, que já está ...