Altas temperaturas e baixa umidade do ar oferecem risco à saúde

O forte calor e as altas temperaturas que atingem o Estado de São Paulo nessa semana são fatores de alerta para a população, por causa da baixa umidade relativa do ar, trazida pelo tempo seco e pela falta de chuvas na cidade. Em razão disso, a Prefeitura de Hortolândia mantém até o final dessa semana a “Operação Estiagem”. A ação acontece em parceria com a Defesa Civil do Estado e visa monitorar focos de queimadas, bem como alertar a população sobre os cuidados que devem ser tomados neste período.
De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, é necessária a colaboração da população para não descartar, irregularmente, entulho, recicláveis ou material orgânico em áreas verdes e espaços públicos. Este crime ambiental contribui para o surgimento de focos de queimada.
Segundo a Defesa Civil Municipal, o trabalho está em vigor desde o início de maio, início da temporada mais seca do ano. É necessário redobrar os cuidados com a saúde neste período.
O monitoramento dos focos de queimadas acontece em espaços públicos, particulares, áreas verdes e APPs (Áreas de Proteção Permanente). O trabalho de orientação e fiscalização é feito diariamente, inclusive aos finais de semana, por equipes de Fiscalização Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, mesmo com a pandemia do Coronavírus. O objetivo é evitar este tipo de crime, que prejudica o meio ambiente e a saúde das pessoas, afetando principalmente o sistema respiratório.
O pico da baixa umidade do ar acontece no período da tarde, entre 12h e 16h. A concentração da poluição ajuda a aumentar os casos de gripe, viroses, doenças respiratórias e alergias. Outros sintomas frequentes são dores de cabeça, tonturas, náuseas e irritação nos olhos, nariz e garganta.
De acordo com a Secretaria, caso haja flagrante de descarte irregular de lixo, entulho, restos de construção civil e outros materiais que facilitam o surgimento dos focos de queimadas, o infrator é orientado a recolher o resíduo descartado, além de poder receber multas. O descarte irregular de entulho e resíduos e a prática de queimadas são crime ambiental e estão sujeitos a multa. Atualmente, os valores variam de R$ 340,00 a R$ 34.000,00.
Quem quiser ajudar na identificação de pessoas e veículos que praticam crime ambiental pode enviar fotos e textos para o aplicativo do Programa Agenda Verde. Para baixar o aplicativo, basta fazer o download gratuito nas plataformas Google Play ou App Store do smartphone. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo.

Quinta-feira, 1º de Outubro de 2020

Veja Também

Vice de Rogério Maluf, Giati renuncia em Monte Mor

Também em Monte Mor, o candidato a vice-prefeito na coligação “Seguindo em Frente”, Marcos Antonio ...