Hospital Vera Cruz anuncia instalação de Pronto Atendimento em Sumaré

O Vera Cruz Hospital, com 75 anos de tradição em Campinas, manifestou interesse em instalar uma unidade em solo sumareense. A notícia foi confirmada no último dia 15/09 pelos representantes do hospital Kesi Gomes (diretor de Mercado) e o Aguinaldo Catanoce (diretor técnico), durante visita ao Paço Municipal. Eles foram recebidos pelos secretários Claudio Padovani e Rafael Virginelli, de Desenvolvimento Econômico e Saúde, respectivamente.
A proposta, num primeiro momento, é inaugurar até o final do ano um PA (Pronto Atendimento). Os casos de alta complexidade seriam encaminhados para Campinas. Dois lugares estão sendo pleiteados para a implantação do PA: um imóvel situado na área do PIB, logo na entrada da cidade, e um prédio localizado em Nova Veneza.
“Eles querem se instalar em Sumaré e queremos trazer o Vera Cruz para cá, pois será mais uma opção ao sumareense. Vamos fazer o possível para que isso aconteça”, disse o secretário Padovani.
Sumaré será a segunda cidade da RMC a contar com uma unidade avançada do Vera Cruz Hospital. A primeira foi instalada em Indaiatuba. “O Vera Cruz é referência na qualidade de seus serviços, com um atendimento humanizado que valoriza a vida em primeiro lugar. Instalar um Pronto Atendimento em solo sumareense faz parte do nosso plano de expansão regional”, explicou Kesi Gomes.
O Vera Cruz Hospital oferece o que há de mais moderno em tratamentos de saúde. Conta com uma equipe altamente capacitada, formada por mais de 1,5 mil médicos autorizados ao atendimento e cerca de 1,1 mil funcionários que prestam um serviço humanizado, com o suporte das mais modernas instalações e os mais avançados equipamentos.
“Agradecemos à direção do Vera Cruz por acreditar no potencial da nossa cidade e colocamos a nossa Secretaria de Saúde à disposição”, comentou Virginelli.

Sábado, 26 de Setembro de 2020

Veja Também

15,8 mil crianças da região ainda não foram vacinadas contra a paralisia

Prefeituras “convocam” pais a levarem crianças e adolescentes às Unidades de Saúde, que seguem protocolos ...