Região tem mais 3 mortes por Covid e se aproxima dos 15 mil casos positivos

As cinco cidades já somam 487 mortes e 14.921 pacientes testados e “positivados” para o novo coronavírus desde o início da pandemia

As prefeituras de Sumaré, Nova Odessa e Paulínia informaram na quinta-feira (17/09) o registro de mais três óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de mortos pela pandemia na região a 487. Além disso, as cinco prefeituras acompanhadas diariamente pela reportagem confirmaram ontem mais 64 casos positivos da doença, elevando o total a 14.921 pacientes testados e “positivados” para o novo coronavírus.
A região tem ainda 2,5 mil pessoas que ainda aguardam resultados de exames e 13.689 pessoas (91,7% dos positivados) já considerados curados. O total de internados caiu para 197. As incidências subiram para 2.009,12 casos e 65,57 óbitos para cada grupo de 100 mil moradores da região.
Em Sumaré, a nova vítima fatal informada ontem pela Prefeitura, a de número 208 na cidade, é um idoso de 93 anos, que faleceu no último dia 07 de setembro no Hospital Renascença de Campinas. Além da idade avançada, ela possuída outras comorbidades, ou seja, doenças ou condições de saúde pré-existentes que são fatores de risco para Covid-19 grave. A cidade chegou também a 5.686 casos positivos.
Em Paulínia, o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus informou na quinta-feira o 76º óbito por Covid-19. Trata-se de paciente idoso do sexo masculino, de 83 anos, com antecedente de doença neurológica (uma comorbidade). Ele havia sido internado com sintomas respiratórios em hospital privado de Campinas em 02/09, com diagnóstico por tomografia – ou seja, o caso foi encerrado por “critério clínico/imagem” –, e evoluiu para óbito no dia 04/09. A cidade tem 3.320 casos positivos de Covid.
Também em boletim divulgado na quinta-feira, a Secretaria de Saúde de Nova Odessa confirmou a 35ª morte por Covid-19 na cidade. O paciente tinha 43 anos, era morador do Parque Residencial Triunfo e morreu na última terça-feira (15/09), no Hospital Emílio Ribas, na capital. O paciente buscou atendimento na Unidade Respiratória do Jardim Alvorada no dia 07/09. Com quadro de síndrome respiratória aguda grave, ele foi transferido dia 10/09 para o hospital paulistano, onde não resistiu. Ele era cardíaco, diabético e obeso.

CASO EM ASILO
Além do óbito, Nova Odessa registrou mais 18 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus, elevando o total a 751. Entre os infectados está uma mulher de 78 anos, residente em um lar de longa permanência de idosos do Jardim Bela Vista. Ela foi atendida no Hospital e Maternidade Municipal, diagnosticada e transferida em 12/09 ao HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).
De acordo com a secretaria, o lar foi isolado, está sendo monitorado por profissionais da Vigilância Epidemiológica e foi orientado a redobrar as medidas de segurança. Residentes e funcionários estão sendo acompanhados e nenhum deles apresenta sintomas.
É a terceira casa de repouso da cidade com casos de coronavírus. Em maio, um estabelecimento da Vila Azenha teve duas contaminações: de um residente de 76 anos e uma funcionária de 37. O idoso, que tinha histórico de obesidade, morreu. O outro lar fica no bairro Residencial Lopes Iglesias. Lá, a Prefeitura detectou um surto com 15 infectados (dez residentes e cinco funcionárias). Quatro idosos faleceram.

ESTADO E PAÍS
Na quinta-feira, o Estado de São Paulo alcançou 916.821 casos e 33.472 óbitos confirmados pelo novo coronavírus, com 769.932 pacientes recuperados, mas 10.222 ainda internados, dos quais 4.271 em UTIS – cuja taxa de ocupação caiu novamente para 49,6%.
Com 36.303 novos casos positivos e 829 óbitos nas últimas 24 horas, o Brasil chegou a 4.455.386 contaminados e 134.935 mortos pela pandemia de Covid-19, com incidências de 2120,1 casos e 64,2 óbitos para cada 100 mil brasileiros.

Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020

Veja Também

Média móvel de mortes diárias por Covid-19 despenca 54,5% na região

Prefeitura de Monte Mor confirmou ontem o 41º óbito pelo coronavírus; Nova Odessa ultrapassou os ...