Com 6 óbitos em 24h, região soma 484 vítimas fatais do coronavírus

As cinco cidades da região acompanhadas diariamente pela reportagem chegaram na quarta-feira a um total de 14,8 mil casos positivos

As prefeituras de Paulínia, Hortolândia e Sumaré informaram na quarta-feira (16/09) o registro oficial, respectivamente, de mais três, dois e um óbitos causados por Covid-19 nas últimas 24 horas (ainda que algumas das mortes tenham ocorrido antes), elevando o total de mortes pela doença, na área de cobertura do Jornal Tribuna Liberal, a 484 desde o início da pandemia.
Além dos óbitos, as cidades de Sumaré, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa e Paulínia também confirmaram ontem o registro de mais 102 casos positivos da doença, elevando o total de infectados pelo novo coronavírus na região, desde março, a 14.857 “positivados”, entre mortos e sobreviventes.
As incidências regionais subiram assim para 2.000,51 casos e 65,17 óbitos para cada grupo de 100 mil moradores, com taxa de letalidade de 3,3% dos pacientes positivados. A região tem ainda 2,5 mil pacientes ainda “suspeitos”, aguardando resultados de exames, 208 internados e 13,6 mil (91,6% do total de infectados) já considerados curados da doença.
Em Paulínia, as três novas vítimas fatais (elevando o total de óbitos na cidade a 75) são um idoso de 73 anos, com comorbidades (doença cardiovascular e diabetes), que faleceu dia 15/09 após mais de um mês internado no HMP (Hospital Municipal de Paulínia); um idoso de 76 anos, com diversas comorbidades, que faleceu dia 31/08 também no HMP e teve “encerrado como positivo por critério clínico/imagem”; e uma idosa de 70 anos, com diabetes e pneumopatia, que faleceu dia 12 de junho em Campinas.
Sobre este último caso, a gestão paulinense explicou que “a paciente havia tido registro como óbito do município de Sumaré, porém Sumaré alterou a declaração de óbito posteriormente, devido ao fato da paciente residir no município de Paulínia”. Com 3.313 casos positivos e uma população de 109.424, Paulínia segue com a maior incidência de casos da região, de 3.027,67 para cada 100 mil pessoas.
Em Hortolândia, as duas novas vítimas fatais, que elevam o total da cidade a 131, são um homem de 57 anos com comorbidades que faleceu dia 06/09 no Hospital das Clínicas de São Paulo; e um idoso de 74 anos, também com comorbidades, que estava internado no Hospital Samaritano de Campinas, onde faleceu dia 04/09. A cidade tem ainda 3.723 casos positivos da doença.
Por fim, em Sumaré, a vítima fatal informada na quarta-feira é uma mulher idosa, de 66 anos, com comorbidades, que faleceu de Covid-19 no próprio dia 16/09 na Casa de Saúde de Campinas. A “Cidade Orquídea” chega assim a 207 vítimas fatais da pandemia, com a maior incidência da microrregião (de 73,29 óbitos para cada 100 mil pessoas), além de 5.678 casos positivos (o maior total absoluto da região).

CASOS EM CRIANÇAS
A Ciência já sabe que as crianças são menos suscetíveis a apresentarem sintomas da doença, mas isso não significa que não possam contrair o vírus. Em Monte Mor, entre terça e quarta-feira, foram confirmados casos em um menino de 4 anos, uma menina e um menino de 11 anos cada, e um menino de 12 anos, entre vários outros pacientes com idades abaixo dos 20 anos.

ESTADO E PAÍS
O Estado de São Paulo chegou na quarta-feira a 909.428 casos e 253 óbitos confirmados pelo novo coronavírus, com 10.170 pacientes ainda internados, dos quais 4.246 em UTIs – cuja taxa de ocupação é de 50,2%.
Segundo o Ministério da Saúde, com mais 36.820 registros em 24 horas, o Brasil chegou na quarta- -feira a 4.419.083 casos positivos da doença, além de mais 987 óbitos, elevando o total de mortos pela pandemia a 134.106 pessoas. A taxa nacional de letalidade é de 3,0% dos positivados, com incidência de 2.102,9 casos e 63,8 mortes para cada 100 mil brasileiros.

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2020

Veja Também

Média móvel de mortes diárias por Covid-19 despenca 54,5% na região

Prefeitura de Monte Mor confirmou ontem o 41º óbito pelo coronavírus; Nova Odessa ultrapassou os ...