Saúde Mental e Bucal recebem prêmios da ‘APS Forte Para o SUS’

Com estratégias inovadoras, equipes da Secretaria Municipal foram reconhecidas pelo Ministério da Saúde e OPAS/OMS

Os departamentos de Saúde Mental e de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde de Sumaré tiveram quatro projetos reconhecidos pelo Prêmio APS (Atenção Primária à Saúde) Forte Para o SUS, desenvolvido pelo Ministério da Saúde e OPAS/OMS (Organização Pan-americana da Saúde da Organização Mundial da Saúde no Brasil), com o objetivo de evidenciar estratégias inovadoras elaboradas para organizar os serviços de saúde para atender à população durante a pandemia do novo coronavírus.
O Departamento de Saúde Bucal teve dois projetos premiados para receber o reconhecimento público como experiências bem-sucedidas: “Prevenção em Saúde Bucal para crianças em Sumaré, em tempos de pandemia da Covid-19” e “Atenção em Saúde Bucal para as gestantes de Sumaré, no período da pandemia de Covid-19”.
O projeto voltado para o público infantil foi realizado por meio de dois vídeos educativos, cujo objetivo é motivar os pequenos sumareenses para os hábitos de higiene bucal neste período de pandemia. O conteúdo foi divulgado para as 300 famílias vinculadas ao Programa “Criança Feliz”, aproximadamente 320 alunos da Apae e alunos da Rede Municipal de Ensino. O projeto foi elaborado pelos colaboradores Edileni Pedroni Barel, Roseli Melo e Celia Cristina Lima, sob coordenação da dentista Cristina Slateff Baldini.
No projeto voltado para as gestantes foi desenvolvido a partir de teleorientações, tanto sobre dieta quanto higiene bucal, realizadas pelos dentistas da Rede Pública de Saúde, com o objetivo de motivar para o autocuidado das gestantes assistidas pelas Unidades Básicas do município.
Com a autoria e coordenação de Cristina Slateff Baldini, todas as equipes de saúde bucal da Rede Municipal participaram do desenvolvimento deste projeto. Durante a teleorientação, as gestantes também foram questionadas sobre o pré-natal e, em caso de necessidade, foi realizado agendamento para atendimento presencial.
“A teleorientação é uma atividade totalmente nova para as equipes de saúde bucal, e a percepção dos profissionais foi bastante positiva, inclusive, eles relataram que as gestantes se sentiram acolhidas e valorizadas”, explicou Cristina.
“Várias atividades realizadas como rotina, anteriormente; passaram por mudanças devido a pandemia. Além de divulgar nacionalmente as ações da Saúde Bucal de Sumaré, esse prêmio também é um reconhecimento pelos trabalhos realizados por esta equipe que conseguiu encontrar soluções mesmo em meio à pandemia, que exigiu uma grande reorganização no processo de trabalho”, reforçou Cristina.

SAÚDE MENTAL
O Departamento de Saúde Mental da Prefeitura de Sumaré também teve dois projetos premiados, coordenados pela psicóloga do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) Roseli Melo.
Com o título “Monitorar é também humanizar o cuidado, para além de como vai você?”, o projeto abordou a experiência da equipe multidisciplinar (enfermeiras, técnicas de enfermagem, nutricionista, psicólogas, terapeuta ocupacional e fisioterapeuta) no monitoramento remoto aos familiares e pacientes suspeitos ou confirmados da Covid-19.
“Esse monitoramento permite a individualização do cuidado com orientações nutricionais, respiratórias e em saúde mental. Falamos sobre o isolamento social, sobre a doença. Estamos organizando o cuidado em rede aos pacientes de longa internação. A grande missão dessa equipe tem sido transformar uma ação burocrática em um cuidado integral e humanizado”, explicou Roseli.
Já no projeto “Saúde Mental na Atenção Primária: Novos Caminhos para o cuidado”, a equipe explanou o atendimento remoto feito por parte dos psicólogos da Atenção Básica aos usuários que apresentam sintomas emocionais desencadeados pela pandemia, como pânico, ansiedade, depressão e luto.
“Acolher o usuário remotamente, no momento que ele precisa se isolar é dar a ele a manutenção de sua saúde mental. Isso diminui o sofrimento emocional e ajuda no fortalecimento de suas potencialidades. Essas ações de acolhimento também são preventivas para o período de reestruturação social pós-pandemia, sem deixar de fazer também os atendimentos presenciais”, completou a psicóloga.
Para o secretário municipal de Saúde, Rafael Virginelli, “a seleção destes quatro projetos municipais é um justo reconhecimento das equipes sumareenses que estão desenvolvendo seus trabalhos com dedicação e coragem desde o início da pandemia, sempre visando oferecer atendimento humanizado e digno aos cidadãos”.

Quarta-feira, 16 de Setembro de 2020

Veja Também

Saiba identificar propaganda irregular e como denunciá-la à Justiça Eleitoral

Aplicativo de denúncias do Tribunal Superior Eleitoral traz novidades a fim de tornar o uso ...