Região soma mais 3 mortes e 146 novos positivos de Covid em 24h

Na soma das 5 cidades, já são 375 óbitos pelo novo coronavírus e 9.883 casos positivos; marca dos 10 mil deve ser superada

As prefeituras de Sumaré, Hortolândia e Paulínia informaram na sexta-feira (14/08) a ocorrência de mais três mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos na microrregião a 375 desde o início da pandemia de Covid-19. As cinco cidades acompanhadas diariamente pela reportagem também informaram mais 146 testes positivos da doença, elevando o total de infectados, entre óbitos e sobreviventes, a 9.883 – ou seja, a área de cobertura do Jornal Tribuna Liberal deve alcançar a marca de dez mil casos positivos de Covid-19 durante este final de semana.
No geral, as cinco cidades têm ainda 4 mil pacientes “suspeitos”, aguardando o resultado dos exames laboratoriais, com 273 pacientes graves internados e 8,5 mil já curados. A taxa de letalidade permanece em 3,8% dos “positivados”, e as incidências subiram para 50,49 óbitos e 1.330,75 casos positivos para cada grupo de 100 mil pessoas.
Em Sumaré, a vítima fatal de número 163 foi um homem de 56 anos, sem comorbidades (doenças ou condições de saúde pré-existentes que são fatores de risco para a Covid-19) informadas, que faleceu dia 13/08 na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24h do Jardim Macarenko, uma das unidades respiratórias de referência da Rede Municipal de Saúde para o acolhimento de pacientes da Covid-19. A cidade tem a maior incidência de óbitos da microrregião, de 57,71, e também os maiores totais absolutos de óbitos e casos (com 3.333).
Em Hortolândia, o óbito de número 102 foi o de um paciente do sexo masculino, de 62 anos, com outras comorbidades, que foi internado dia 15/07 na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia, transferido dois dias depois para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Campinas, onde não resistiu e veio a falecer dia 07/08.
Por fim, o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus informou na sexta-feira mais um óbito por Covid-19 em Paulínia, o caso fatal de número 56. A vítima trata-se de paciente do sexo feminino, 63 anos, sem comorbidades, que teve sintomas respiratórios em 10/07, foi internada no Hospital Municipal de Paulínia e transferida para o AME Barradas dia 17/07, onde veio óbito dia 1º de agosto.

ESTADO E PAÍS
O Governo do Estado confirmou na sexta-feira o registro de mais 289 óbitos por Covid-19 em 24 horas, elevando o total de mortos a 26.613, além de 11.667 novos testes positivos, elevando o total a 686.122 desde o início da pandemia, com taxa de letalidade de 3,8%. São Paulo registra ainda 461.041 pessoas recuperadas da doença, mas 11.675 ainda internadas, das quais 4.958 em UTIs – cuja taxa de ocupação é de 57,8%.
Já o painel online do Ministério da Saúde apontou na sexta-feira a ocorrência de 1.060 novos óbitos em 24 horas, elevando o total de vítimas da pandemia no Brasil a 106.523. Também foram informados mais 50.644 testes positivos, elevando o total de contaminados, entre mortos e vivos, a 3.275.520. A taxa de letalidade nacional, assim, está em 3,3%.

Embalixo doa a Hortolândia aventais que inativam vírus
A união e a solidariedade têm feito a diferença, em Hortolândia, durante a pandemia da Covid-19. A Embalixo, fabricante de sacos plásticos instalada na cidade, é parceira da Prefeitura e, mais uma vez, contribui para auxiliar a população, na luta contra a doença. Na manhã da sexta-feira (14/08), a empresa doou à Administração Municipal 40 aventais desenvolvidos com um material plástico que inativa o coronavírus, matando 99,99% dos germes.
O equipamento de proteção será destinado aos profissionais que atuam nas unidades de saúde do município. Em abril deste ano, a empresa doou 10 mil máscaras de proteção e 5 mil sacos de lixo à Prefeitura. Além disso, cedeu uma área de 2 mil m² dentro de sua fábrica para a Administração Municipal armazenar cestas básicas destinadas a pessoas em vulnerabilidade social.
“A Administração Municipal prioriza a atração de empresas que gerem emprego e renda e também invistam em pesquisa e desenvolvimento. A Embalixo, a nossa mais nova indústria, entrega um produto fruto de pesquisa que é um grande avanço no combate ao Coronavírus. É um presente de Hortolândia para o mundo”, enfatizou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet.

Sábado, 15 de Agosto de 2020

Veja Também

Atividade industrial do Brasil segue em recuperação, com alta de vagas

Sondagem da Confederação Nacional da Indústria indica que atividade já voltou ao patamar “pré-crise” A ...