Sumaré e Paulínia têm mais 8 óbitos por Covid; Hortolândia decreta luto

Cidades da área do Tribuna Liberal chegaram na terça-feira a 360 óbitos e mais de 9,4 mil casos confirmados do novo coronavírus

As prefeituras de Sumaré e Paulínia informaram na terça-feira (11/08) o registro de mais oito óbitos por Covid-19 nas estatísticas oficiais, elevando o total de moradores da área de cobertura do Jornal Tribuna Liberal a 360. Também foram registrados mais 295 novos casos positivos, elevando o total regional a 9.409 – além de 4,3 mil pacientes aguardando resultados de exames, 284 internados e mais de 8 mil já curados.
Com mais três óbitos em 24 horas, Sumaré chegou à marca de 155 moradores vitimados pela nova doença. As novas vítimas fatais incluem, segundo a Prefeitura, um homem de 38 anos, com comorbidades, que faleceu dia 10/08 na Unimed Campinas; um homem de 47 anos, também com comorbidades, que faleceu dia 10/08 na UPA Macarenko; e um jovem do sexo masculino, sem comorbidades informadas, que faleceu dia 17/05 no Hospital da PUC de Campinas.
Em Paulínia, segundo Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, os 5 óbitos de moradores da cidade (elevando o total a 51) incluem uma idosa de 76 anos, com antecedentes de doença cardiovascular, obesidade e doença respiratória crônica (que são comorbidades), que faleceu em sua própria cada no último dia 1º de agosto; um idoso de 65 anos, com diabetes mellitus e obesidade, internado no HMP (Hospital Municipal de Paulínia em 30/07, onde veio a falecer no dia seguinte; uma idosa de 82 anos, com doença cardiovascular e obesidade, internada no HMP dia 21/07, onde faleceu dia 27/07; um homem de 55 anos, sem comorbidades, internado em hospital privado de Campinas dia 28/07, onde morreu na segunda-feira, 10/08; e um idoso de 70 anos, com doença hematológica e pneumopatia crônica, internado em um hospital público de Campinas dia 20/07, onde faleceu dia 07/08.

MÉDIAS MÓVEIS
A média móvel de novos casos de Covid-19 caiu -17,2% na microrregião no período de 7 dias encerrado na segunda-feira (10/08), em comparação com ao período imediatamente anterior. A queda foi de 203,86 novos casos diários, em média (um recorde semanal), para 168,71. Já a média móvel de novos óbitos subiu + 5,7% na mesma comparação, de 7,57 para 8,00 (que é o novo recorde semanal).
Em Estatística, uma média móvel é um valor calculado a partir de amostras sequenciais da população – no caso, calculada para “blocos” de 7 dias, de forma a “amenizar” as naturais variações diárias causadas por inúmeros fatores, inclusive a queda na digitação dos casos durante os finais de semana, quando as equipes dos órgãos de Vigilância e da próprias Unidades de Saúde são menores.
O objetivo é permitir um acompanhamento mais claro e preciso das tendências da pandemia. A reportagem do Tribuna Liberal vem calculando a média móvel de casos e óbitos registrados nas cinco cidades da nossa área de cobertura, sempre às segundas-feiras, desde o início de maio.

ESTADO E PAÍS
O Estado de São Paulo registrou mais 420 óbitos em 24 horas, totalizando 25.571, além de 11.147 novos casos positivos, totalizando 639.562 testes positivos desde o início da pandemia, entre mortos e sobreviventes. Desse total, 437.647 pessoas estão recuperadas, mas 12.723 continuam internadas, das quais 5.478 em UTIs – cuja taxa de ocupação é de 58,6%.
O painel online do Ministério da Saúde apontou na terça-feira o registro oficial de mais 1.274 óbitos no país, totalizando 103.026 mortos, além de 52,1 mil novos casos em 24h, elevando o total da pandemia a 3,1 milhões de brasileiros infectados.

Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020

Veja Também

Atividade industrial do Brasil segue em recuperação, com alta de vagas

Sondagem da Confederação Nacional da Indústria indica que atividade já voltou ao patamar “pré-crise” A ...