Covid impõe Dia dos Pais com menos abraços àqueles na ‘linha de frente’

Trabalhadores que continuam atuando contra a Covid-19 reforçam cuidados para evitar levar vírus “para dentro de casa”

Quem tem o privilégio de ter pai sabe a importância daquele abraço apertado, mas nem para todos isso será possível, principalmente neste domingo (09/08), Dia dos Pais. A pandemia do novo coronavírus deixa claro, ao menos para quem tem um pouco de consciência sobre a gravidade da atual situação, que o distanciamento é importante também dentro de casa. Talvez seja o momento de guardar os apertões nos filhos e pais um pouco mais para frente.
O guarda civil municipal Samuel Gomes da Silva, de 54 anos, sabe o que é ficar na linha de frente e principalmente com a falta de cuidados de grande parte da população de Sumaré. No mesmo dia, em que foi diagnosticado com a Covid-19, no domingo, 12 de julho, durante o trabalho, ele esteve em uma chácara, no Jardim Primavera, em Sumaré, com 1.000 pessoas.
“Apesar de não faltar álcool em gel nas viaturas e uso de máscara durante o nosso trabalho, a gente tem que se aproximar das pessoas para fazer a orientação. Apesar da divulgação da necessidade do isolamento, temos identificados pancadões e aglomerações nos finais de semana”, afirmou o GCM.
A esposa e seu filho, que moram na mesma casa, também foram diagnosticados em casa e todos fizeram o isolamento em casa. “Tive alta no dia 26 de julho, no aniversário de Sumaré. Durante o tempo em que estava doente, a minha preocupação era com os colegas e principalmente meu parceiro, que tem uma filha pequena. Quando a gente está nessa situação não quer passar a doença para ninguém”, enfatizou.
No domingo, Dia dos Pais, Samuel não estará em casa, pois estará trabalhando na corporação. “O momento não é de reunião nesse momento. Quero ficar muito tempo com o meu casal de filhos e minha neta de dois anos”, disse o GCM.
Para o coordenador do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Sumaré, Rafael Silvério, de 30 anos, esse domingo será diferente em muitos aspectos. O primeiro deles é que ele venceu a Covid-19, após ficar sete dias internado em estado grave, na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Ouro Verde, em Campinas. Ele teve a oportunidade de voltar para a casa para encontrar sua esposa e seus filhos Elena, de quatro anos e o Theo de dois.
No entanto, neste domingo, mais uma vez ele não estará em casa, pois estará de plantão e certamente poderá atender os pais de outras famílias. Também não conseguirá visitar seu pai, que é cardíaco, recém-operado e mora longe, em Minas Gerais. “Minha vontade é sair daqui agora para vê-lo, mas entendo a gravidade da situação e os riscos que posso causar. Vamos conversar por chamada de vídeo. Esse ano tudo será muito diferente”, disse Silvério.
Ele destaca a importância dos cuidados extras para preservar a família nesse período. “A rotina depois do coronavírus foi alterada para evitar a contaminação da residência e principalmente dos meus filhos que são pequenos. Quando eu chego do serviço já logo retiro as roupas, entro pelo fundo da minha residência para não ter contato direto com eles, as roupas já estão separadas já corro para o banho”, enfatizou. Sua principal orientação neste Dia dos Pais é que as pessoas se cuidem e cuidem do próximo.
O comandante do Corpo de Bombeiros de Sumaré, Mário Dizerzo Bertolo, de 50 anos, é pai de André Bispo Bertolo, de 20 anos e Josué Bispo Bertolo de 24 anos. Ele diz, que até por conta da idade, os filhos já não são tão ligados a beijos e abraços, mas são muito unidos. “Vai ser um Dia dos Pais diferente sem muitos abraços e beijos, respeitando o distanciamento e o uso de máscaras e álcool gel”, falou Bertolo.
André disse que a relação com seu pai que salva vidas é a melhor possível. “Minha relação com ele é a melhor de todas. Ele é o pilar da nossa família”, disse. Para ele, a preocupação com o pai, que atua na linha de frente nos salvamentos é contínua. Neste domingo, a família planeja um almoço só entre eles, que moram na mesma casa. Sem aglomeração e sem pessoas da área de risco.

Domingo, 9 de Agosto de 2020

Veja Também

BRK realiza mais uma etapa da obra de ampliação da ETA 2 nesta 3ª-feira

Intervenção vai ampliar disponibilidade de água para 190 mil moradores; 32 bairros podem ter oscilações ...