Puérperas no Hospital Municipal de Hortolândia recebem kits de higiene

Mulheres que deram à luz vão receber máscara, fraldas, cobertor, álcool em gel, sabonete líquido, xampu e suplementos

Para marcar o início da Semana Mundial de Aleitamento Materno e do “Agosto Dourado”, mês de incentivo à amamentação, as puérperas (mulheres que acabaram de dar à luz) internadas no Hospital Municipal e Maternidade Governador Mário Covas, mantido pela Prefeitura de Hortolândia, vão receber neste sábado (1º/08) kits de higiene. A iniciativa é de um grupo de oito profissionais da Maternidade que se mobilizaram para arrecadar e montar os kits. Serão distribuídos cerca de 60 kits, com itens tanto para as mamães quando para seus bebês.
Cada kit contém uma máscara, 5 fraldas, um cobertor, uma peça de roupa, álcool em gel, sabonete líquido, xampu, suplementos alimentares (polivitamínicos e ferro quelato) e remédio para aliviar cólicas do bebê.
De acordo com o grupo, as peças de roupas dos bebês foram doadas por uma estilista da cidade e os suplementos e o medicamento, pela empresa farmacêutica Arese. O grupo recebeu também a doação de 40 camisetas com o tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno deste ano, “Apoie o aleitamento materno por um planeta saudável”, que serão usadas pela equipe da Maternidade.
De acordo com uma das integrantes do grupo, a fonoaudióloga Ana Cecília Dias Aragão, a ação visa conscientizar as puérperas sobre a importância do aleitamento materno. “O leite materno garante que o bebê tenha uma vida saudável. Ele ajuda a reduzir riscos de doenças e problemas de saúde como hipertensão, diabetes e obesidade”, salienta Cecília.
Diferentemente dos anos anteriores, a Secretaria de Saúde não realizará neste ano atividades durante o “Agosto Dourado”, em virtude da pandemia do novo coronavírus, para evitar aglomerações e, principalmente, riscos desnecessários para mamães e bebês recém- -nascidos.

BENEFÍCIOS
De acordo com o Ministério da Saúde, o aleitamento materno é a melhor fonte de nutrição infantil, sendo capaz de reduzir em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos. A amamentação protege a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias.
Além disso, reduz o risco de a criança desenvolver, no futuro, hipertensão, colesterol alto, diabetes, sobrepeso e obesidade. O Ministério da Saúde recomenda que as crianças sejam amamentadas até os dois anos ou mais, sendo que até o 6º mês de vida o bebê deve receber exclusivamente o leite materno.
A própria SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) lançou nesta semana uma campanha alertando as famílias brasileiras sobre a relevância de uma dupla estratégia para a manutenção da imunidade infantil: a vacinação e o aleitamento materno.
A iniciativa conta com um site oficial, o https://www.amamentareimunizar.com.br/, no qual as famílias podem encontrar uma série de informações, baseadas em evidências científicas, sobre os benefícios da prática do aleitamento materno associada às imunizações.
Conforme adianta a presidente da SBP, diferentes pesquisas demonstram que crianças amamentadas respondem, por meio da produção de anticorpos, mais rapidamente ao efeito das vacinas. Ao mesmo tempo, os bebês que permanecem em aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade, e de forma complementa até os dois anos, ficam mais protegidos contra diversas doenças infecciosas e alérgicas.
Segundo a OMS, 820 mil mortes de crianças menores de cinco anos poderão ser evitadas neste ano com a implementação do aleitamento materno. Além disso, anualmente, de dois a três milhões de mortes são evitadas com a vacinação em todo o mundo. Por isso, especialmente nesse momento de pandemia, toda a sociedade deve estar atenta a essas duas importantes e simples práticas de proteção da saúde.
No site da campanha, podem ser encontrados ainda subsídios sobre o calendário de vacinação recomendado durante a pandemia; proteção do bebê a partir da imunização da gestante; amamentação e Covid-19; segurança e eficácia das vacinas; entre outros temas.

Sábado, 1º de Agosto de 2020

Veja Também

Sumaré entrega 314 kits de higiene bucal pelo Programa ‘Criança Feliz’

Por meio da SMIADS (Secretaria Municipal de Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social), a Prefeitura de ...