Região tem mais 8 óbitos em 24h, e total chega a 278 mortos pela Covid

Prefeituras da área de cobertura do Jornal Tribuna Liberal também confirmaram mais 152 casos positivos, elevando total a 7.334

Sumaré, Hortolândia, Nova Odessa e Paulínia registraram oito novos óbitos por Covid-19 na sexta-feira (31/07), elevando o total de mortos pela pandemia a 278 na microrregião. As cinco prefeituras acompanhadas diariamente também informaram mais 152 testes positivos, elevando o total de infectados pelo novo coronavírus a 7.334 desde março. As incidências de óbitos e casos positivos na região chegaram assim a 37,43 e 987,53 para cada grupo de 100 mil habitantes, respectivamente.
Em Sumaré, os quatro novos óbitos que entraram na estatística sexta-feira (elevando o total da cidade a 114) incluem uma mulher de idade não informada pela Prefeitura, com comorbidades (ou seja, doenças ou condições de saúde pré-existentes), que faleceu dia 30/07 no HES (Hospital Estadual de Sumaré Dr. Leandro Franceschini); um homem idoso de 70 anos que faleceu dia 31/07 no Hospital Municipal de Paulínia; uma idosa de 90 anos que faleceu dia 18/07 na Unidade Respiratória do Jardim Nova Hortolândia, em Hortolândia; e uma idosa de 69 anos que faleceu dia 29/07 no Hospital da Faculdade de Medicina da USP, na capital. Estas três últimas vítimas não tinham comorbidades.
Em Hortolândia, um dos dois novos óbitos foi de um paciente idoso, de 83 anos, com comorbidades, internado dia 20/07 na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia, transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital de Espírito Santo do Pinhal em 22/07 e que veio a óbito dois dias depois em 24/07. Já a 79ª morte de um morador da cidade aconteceu em 27/07, vitimando uma idosa de 90 anos que havia sido internada no Hospital Irmãos Penteado, de Campinas, em 25/07. Ela também tinha comorbidades.
A Secretaria de Saúde de Nova Odessa confirmou na sexta-feira (31/07) a 28ª morte por Covid-19. A vítima tinha 75 anos e morreu na quinta-feira (30/07), no Hospital Estadual de Sumaré, onde estava internada desde o dia 09/07 após ser transferida da Unidade Respiratória novaodessense. A idosa era obesa, morava em Sumaré e, segundo a Secretaria, não possui familiares em Nova Odessa.
Na quinta-feira, a pasta havia notificado o óbito de uma mulher de 65 anos. Ela faleceu na terça-feira (28/07), no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Campinas. Com hipertensão e esquizofrenia, a idosa foi internada na Unidade Respiratória no dia 18/07 e transferida para o ambulatório campineiro no dia seguinte.
O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus informou também na sexta-feira mais um óbito por Covid-19 em Paulínia – de número 32. Trata-se de paciente do sexo masculino, 70 anos, com antecedente de doença cardiovascular, que apresentou início dos sintomas respiratórios dia 24/06, sendo internado no Hospital Municipal de Paulínia em 30/06, onde veio a falecer somente no dia 23/07.

ESTADO E PAÍS
O Governo do Estado informou na sexta-feira o registro de mais 608 óbitos por Covid-19 em 24h, elevando o total de mortos a 22.997, além de 28.107 novos testes positivos da doença, elevando o total de positivados a 542.304. Já são 351.610 pessoas recuperadas, mas 13.274 ainda estão internadas, das quais 5.509 em UTIs – cuja taxa de ocupação é de 64% no Estado.
O painel online do Ministério da Saúde apontou sexta-feira mais 1.212 óbitos registrados em 24h em todo o Brasil, elevando o total de mortos a 92.475, além de 52.383 novos casos, aumentando a conta de infectados para 2.662.485 brasileiros. A letalidade nacional está em 3,5% dos pacientes testados e positivados. O Brasil já registra 1.844.051 e pessoas curadas da doença.

Por surto, manutenção do Centro de Geriatria tem ‘cuidados redobrados’
Desde a última terça-feira, dia 28 de julho, a Prefeitura de Paulínia está realizando a manutenção do Centro Municipal de Geriatria, onde 6 idosos ficaram doentes, dos quais dois faleceram e quatro encontram-se em recuperação, além de 9 servidores – todos em recuperação. Para garantir a segurança dos idosos do local, todos os funcionários da empresa responsável pela obra foram testados para Covid-19, os protocolos de higiene foram reforçados, não havendo nenhum contato entre os idosos e os trabalhadores.
No Centro de Geriatria, serão realizadas manutenção nas áreas levantadas pelos engenheiros da Secretaria de Obras e Serviços Públicos. Com o início dos trabalhos, este é o terceiro prédio da Secretaria de Saúde a receber melhorias. Os outros dois são as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) São José e Centro. O objetivo da atual Administração é em 12 meses, realizar dentro do “Programa de Manutenção dos Prédios Públicos”, obras em todos os prédios da Saúde.
O fluxo de atendimento do serviço “Saúde em Casa”, que funciona no mesmo prédio, também foi alterado e a Secretaria de Saúde, reforça que quem necessitar ir até o local, sempre que possível não leve acompanhante e use máscara. Familiares dos residentes continuam recebendo informações diariamente. “Todos os esforços visam garantir a saúde dos 23 idosos residentes do Centro de Geriatria”, finalizou a gestão.

Sábado, 1º de Agosto de 2020

Veja Também

Covid impõe Dia dos Pais com menos abraços àqueles na ‘linha de frente’

Trabalhadores que continuam atuando contra a Covid-19 reforçam cuidados para evitar levar vírus “para dentro ...