Membro do PCC é preso pelo 10º Baep durante ação interestadual em Sumaré

Policiais militares abordaram suspeito de dois homicídios em Sumaré, além de roubo em Suzano; ele era foragido da Justiça de Minas Gerais

Um homem de 39 anos que seria integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) e com dois envolvimentos em homicídios em Sumaré, nos anos de 1999 e 2004, foi preso na manhã de quinta-feira (09/07), no Parque Itália, em Sumaré. A abordagem foi realizada pelo 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) durante a “Operação Interestadual Torrentes 2”, que envolve policiais militares paulistas e mineiros. O acusado também teria envolvimento em roubo, na cidade de Suzano e tinha mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça por acusação de tráfico de drogas, em Minas Gerais. A operação contra o crime organizado foi desencadeada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado) do MP (Ministério Público) e a 4ª Promotoria de Justiça da Comarca de Frutal/MG, em conjunto com a 3ª Companhia de Polícia Militar Independente e o 67º Batalhão de Polícia Militar, unidades da 5ª Região da Polícia Militar de Minas Gerais, Depen/MG (Departamento Penitenciário de Minas Gerais), 10º Baep e o Gaeco – Núcleo de Campinas.
Segundo o 10º Baep, em Sumaré, o mandado de prisão preventiva foi cumprido às 6h15 da quinta-feira, na residência do foragido, no Parque Itália. Quando os policiais militares chegaram na casa, os moradores não quiseram abrir a porta. Para entrar, os PMs tiveram que romper a corrente do portão utilizando um alicate. Ao entrarem na casa, localizaram o foragido. Ele foi levado ao 1º Distrito Policial e depois foi levado à Cadeia de Sumaré, onde ficou até ser transferido para alguma unidade prisional da região. De acordo com a Polícia Militar, na casa do suspeito, os policiais localizaram cartas, que seriam provenientes de presídios. As anotações serão analisadas pela Polícia Civil.

A OPERAÇÃO
O nome da operação faz referência a “Torrente”, que significa curso de água rápido, abundante e impetuoso, geralmente produzido por chuvas. Em virtude da intensidade, causa danos e estragos. É também conhecido por Torrente um grupo de indivíduos que toma conta de algo de forma impetuosa e intensamente. Historicamente, o município de Frutal está sob região do Aquífero Guarani, sendo Frutal conhecida por sediar a “Cidade das Águas”. Assim como a primeira fase, a presente operação remete a ação impetuosa da Justiça, face a grupos criminosos que, veementemente, têm lesado a sociedade, causando inumeráveis danos.
A ação realizada nesta quinta-feira (09) foi um desdobramento à Operação “Torrentes 1”, realizada em novembro de 2019 nas cidades mineiras de Frutal e Itu rama, a referida fase teve como objeto de investigação o acompanhamento de organização criminosa local, o qual foi verificada a existência de locais destinados a comercialização de drogas ilícitas e negócios omissos rentáveis, incluindo esquema de inserção e mercancia de drogas no Presídio de Frutal/MG através de visitantes credenciadas, para sanar dívidas contraídas com a prática escusa, funcionando de forma estruturada e institucionalizada.
Já na Torrentes 2 foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão, nas cidades mineiras de Frutal, Fronteira, Conceição das Alagoas e Sumaré. Um dos alvos não foi localizado e continua foragido e outro já estava preso no Presídio de Frutal/MG e era ex-funcionário da Apac (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) da mesma cidade. Também foram realizadas duas prisões em flagrante, sendo um preso por receptação, oportunidade em que foram apreendidos dois celulares produtos de crime e um preso por posse/uso de drogas.
Em uma residência, no curso do cumprimento de busca domiciliar, foram apreendidos diversos celulares que já estavam preparados para ser enviados para o Presídio de Frutal/MG. Além disso, foram apreendidos celulares, aparelhos eletrônicos, anotações e diversos materiais que irão subsidiar as análises do bojo processual probatório e irão contribuir para o desfecho das investigações.

Mulher procurada por tráfico é detida no Jardim dos Lírios
Policiais militares do 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) prenderam uma mulher com mandado de prisão decretado pela Justiça, por envolvimento em tráfico de drogas. Ela foi presa às 9h19 da quinta-feira (09/07), em seu apartamento, no Jardim dos Lírios, em Hortolândia. Segundo o Setor de Comunicações do Batalhão, durante patrulhamento de ações especiais em Hortolândia, a equipe recebeu informações sobre uma mulher, que seria procurada pela justiça e que residia no condomínio Monte Carlo. Após a confirmação da sua situação perante à justiça, seguiram até seu endereço, onde a dona de casa de 36 anos foi informada sobre seu mandado de prisão decretado pela Vara Criminal do Fórum de Itatiba, no dia 21 de fevereiro de 2017, devido à condenação a 9 anos e 7 meses de reclusão em regime fechado por tráfico de drogas. Ela foi levada à Cadeia de Monte Mor, onde ficou à disposição da Justiça.

Sexta-feira, 10 de Julho de 2020

Veja Também

Guarda de Nova Odessa identifica suspeito de incendiar um contêiner

Corporação Municipal já enviou os dados do homem à Polícia Civil, responsável por investigar o ...