BRK inicia trabalho de ‘caça vazamentos noturno’nas redes de água de Sumaré

Concessionária de Saneamento passa a utilizar os equipamentos de geofonamento durante o período noturno

A BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de Água e Esgoto de Sumaré, iniciou em outubro o trabalho de “caça aos vazamentos” não visíveis nas redes de distribuição durante o período noturno. Com uma equipe composta exclusivamente para esta atividade, o trabalho é iniciado às 21h e finalizado às 07h. O trabalho de caça vazamentos é realizado com hastes e também com um equipamento chamado geofone, uma espécie de estetoscópio que permite identificar vazamentos “invisíveis” (geralmente subterrâneos) em ligações e redes de água. A partir disso, além do reparo, é possível reduzir o índice de perdas de água tratada da cidade, atualmente em cerca de 40%.
“Inicialmente, o trabalho era realizado somente durante o dia, porém, como é um período em que podem ocorrer diversos ruídos como barulho de carro, latido de cachorro, etc, a efetividade na localização desses vazamentos é menor”, explica Fernando Mangabeira, diretor da BRK Ambiental em Sumaré. Diante disso, com o objetivo de intensificar essa ação, a concessionária disponibilizou uma equipe para realizar a pesquisa de vazamentos somente no período noturno.
Desde o início dos trabalhos durante a noite, em outubro, já foram identificados 35 vazamentos invisíveis – o dobro do número encontrado pelas equipes diurnas ao comparar o mesmo período. Essa quantidade de vazamento corresponde a 38% de todos os vazamentos detectados no mês. “Com o sucesso da equipe noturna, estamos estudando a possibilidade de agregar mais uma equipe neste horário de trabalho”, complementa Mangabeira.

MENOS PERDAS
O trabalho noturno faz parte das ações para redução do índice de perdas que a empresa executa na cidade. “Desde o início da concessão, já investimos R$ 14,4 milhões para a redução do índice de perdas. Isso contribuiu para a redução do índice – que, quando assumimos a concessão, em 2015, era de 60%, e em 2018 havia caído para 40%”, destaca o diretor da unidade. Isto representa 16,5 milhões de litros de água tratada “economizados” por dia.
Dentro deste trabalho de redução de perdas, desde o início da concessão, já foram instalados 56 macromedidores de pressão. Até o final deste ano, serão instalados mais três equipamentos do tipo, que permitem a setorização das redes de distribuição de água da cidade e agilizam, assim, a determinação das regiões em que está havendo perdas físicas.
Além desta ação, a concessionária também tem realizado a instalação de equipamentos hidráulicos que equalizam a pressão na rede de água, a substituição de redes e hidrômetros antigos, dentre outras atividades. “Com todas essas ações, nosso objetivo é reduzir o índice de perdas para 30% em 2021”, destaca Mangabeira.
A BRK Ambiental é a maior empresa privada de Saneamento do país, presente em 185 municípios brasileiros e atendendo a 15 milhões de pessoas. É parte integrante da Brookfield, empresa canadense que investe e administra ativos em mais de 30 países, e tem como parceiro o FI FGTS. A BRK é responsável pelos serviços de Água e Esgoto em Sumaré desde o início de 2017, quando assumiu o controle acionário da concessionária anterior (que por sua vez havia vencido a concessão realizada pela Prefeitura em junho de 2015). A concessão pública tem validade de 30 anos.

Domingo, 8 de Dezembro de 2019

Veja Também

No Dia da Saúde, Prefeitura de Sumaré destaca seus investimentos na área

Inaugurações de Centros Especializados, inéditos na região, ofertam atendimento médico individual, exclusivo e preventivo Em ...