‘Abraço’ em lagoas do Jardim Amanda desperta para cuidado com a água

Centenas de pessoas, a maioria crianças e jovens, estudantes de quatro escolas públicas da região do Jardim Amanda uniram-se, na manhã desta quinta-feira (21/03), a ambientalistas, servidores, moradores e autoridades num “abraço” fraterno às lagoas do Jardim Amanda. O evento faz parte da programação especial criada pela Prefeitura de Hortolândia para celebrar o Dia Mundial da Água (22/03), data tradicional no calendário ambiental. O prefeito Angelo Perugini (PDT) participou da ação, juntamente com o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, José Nazareno Zezé Gomes.
Nesta semana, a Secretaria promoveu um seminário sobre a revitalização dos afluentes do Ribeirão Quilombo e fará três eventos comemorativos envolvendo a comunidade, todos com direito a “abraço simbólico” em lagoas da cidade. Este é o primeiro. Os próximos, sempre às 9h, serão nesta sexta-feira (22/03), no Parque Lago da Fé, no Jardim Alvorada; e na próxima quarta-feira (27/03), no Parque Dorothy, no Jardim Nossa Senhora de Fátima. “É um abraço da responsabilidade que cada um de nós está assumindo hoje: a sensibilidade de educação ambiental. Uma atitude muda a cabeça de muita gente. Queremos preservar a água e motivar a comunidade toda a preservar a água, o ar, as árvores”, afirmou o prefeito, ressaltando que a tarefa da questão ambiental envolve tanto a Administração Pública, quanto a comunidade. Se a primeira é responsável por serviços como coleta de resíduos, limpeza pública e plantio de árvores, cabe a segunda abraçar a causa, dentro e fora de casa. Em sintonia com a representante dos jovens no evento, o secretário de Meio Ambiente Zezé Gomes completou: “O futuro é hoje, é agora. É importante cuidar bem do meio ambiente. Daí a parceria com a Secretaria de Educação, o que é fundamental na conscientização ambiental”, afirmou. Além da EE Priscila, participaram da ação alunos da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Jardim Amanda III e das Emefs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental) D. Ana Bodini e Renato Costa Lima. “É uma ótima iniciativa. Ajuda a refletir sobre o meio ambiente, as árvores, como o planeta pode ficar melhor. Ajuda os familiares a despertar também”, afirma a estudante do 3º ano, Lara Caroline Cristino da Silva, de 17 anos. “Passamos mais tempo na escola que em casa. Assim, a iniciativa envolve a eles também”, explicou a colega de sala Maria Eduarda de Alencar Ferraz, de 17 anos. Para a professora de Geografia Vânia Lopes Fonseca, promover eventos como este é uma forma de despertar a comunidade para a questão ambiental. “É importante. Muitos de nossos alunos moram nesta região. É uma tomada de consciência para a preservação do ambiente”, ressaltou a educadora.

Veja Também

Coden termina reparo em adutora e abastecimento volta ao normal

Equipes da empresa de Saneamento de Nova Odessa trabalharam ininterruptamente por 30 horas no conserto ...