Cantora Negra Li participa de debate sobre feminicídio em Hortolândia

No “Mês da Mulher”, a Prefeitura de Hortolândia traz a questão da violência contra a figura feminina para o centro do debate. Neste sábado (23/03), a partir das 18h, a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social promove o evento “Diálogos sobre Feminicídio”. A programação, aberta à comunidade, inclui espetáculo teatral, debate e show acústico com a cantora Negra Li, no Auditório Professora Andrea Borelli, localizado na Rua Francisco Guimarães de Oliveira, nº 130, no Remanso Campineiro. A entrada é gratuita.
Quatro conhecedoras da causa feminina estarão na mesa de debates: a cantora, compositora, rapper e atriz Liliane de Carvalho, a Negra Li; a jornalista, escritora, roteirista e educadora Nana Queiroz; a arquiteta e urbanista Stephanie Ribeiro; e a advogada e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da OAB/SP, subseção Sumaré, Cláudia Gamberini. As discussões serão mediadas pela professora do IFSP (Instituto Federal São Paulo) e estudiosa Caroline Jango.
A peça teatral “Pelo Nosso Amor” será encenada pela Cia Bom Humor. O espetáculo inspira-se no chamado Teatro do Oprimido, do dramaturgo brasileiro Augusto Boal, que convida o público a se tornar personagem ativo da história, e aborda vários aspectos da violência doméstica, tais como violência verbal e física, negligência e abuso sexual infantil.
Segundo a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, a escolha do tema, feminicídio, se deu principalmente pelo crescente número de assassinatos de mulheres no Brasil, motivados pela condição feminina. O evento visa, então, promover “interação da população, por via do diálogo, promover articulação entre os serviços e a população atendida”, afirmam os organizadores.

Veja Também

Vanderlei Macris anuncia R$ 2 mi em emendas para Nova Odessa

Na semana em que comemora 114 anos, Nova Odessa recebeu na terça-feira (21) um “presente” ...