Casal é assassinado a tiros em ‘acerto de contas’ no Bandeirantes, em Sumaré

Homem teria matado a ex-mulher e seu atual companheiro em um suposto acerto de contas; motorista cúmplice foi preso pela PM

A proprietária de um salão de cabeleireiros e seu atual marido foram assassinados na tarde de quarta-feira (13), próximo a um posto de combustível, no Parque Bandeirantes, na Área Cura, em Sumaré. O autor dos disparos seria o ex-marido da vítima, que teria descido de um Toyota Corolla com dois revólveres em punho e atirado à queima roupa. As vítimas estavam dentro de um Ford Ka quando foram atingidas pelos disparos. Ambos morreram ainda no local. O atirador fugiu a pé e ainda não tinha sido localizado pelas polícias Civil e Militar até o fechamento desta edição. Um cúmplice que teria “dado carona” ao atirador foi preso pela Polícia Militar a poucos quarteirões do local do crime.
O duplo assassinato ocorreu por volta das 15h de ontem. O assassino desceu de um Toyota Corolla e caminhou em direção ao casal, que estava no interior do Ford Ka, no cruzamento da Avenida Engenheiro Jayme Pinheiro Ulhôa Cintra, principal avenida do bairro. O sistema de câmeras de um estabelecimento nas imediações flagrou o momento em que o suspeito desceu do carro do comparsa com dois revólveres nas mãos. Ele caminhou até o carro das vítimas e teria efetuado os primeiros disparos.
O atual companheiro da cabeleireira estava no banco do motorista e teria sido atingido com pelo menos dois tiros na cabeça. O veículo das vítimas ficou desgovernado, chegou a subir o canteiro central e por pouco não bateu na bomba de combustíveis de um posto próximo. Pelas imagens, é possível conferir o momento em que um frentista tentou se esconder atrás de uma das bombas e um motociclista que estava abastecendo saiu em alta velocidade.
O assassino caminhou então até o veículo das vítimas. A mulher tentou conter o agressor pela janela do veículo e, durante a discussão, levou uma coronhada. Em seguida, o assassino efetuou alguns disparos no casal à curta distância, atingiu a ex-mulher, e fugiu.
O tenente Batistella disse que alguns moradores foram até a 2ª Companhia da PM, no Jardim Bom Retiro, e avisaram sobre os disparos. “Fomos informados que um homem que dirigia um Corolla teria levado o suspeito até o local. Ele disse que o atirador seria o ex-marido da mulher. Alegou que possivelmente o crime se tratava de um acerto de contas, pois recentemente o atual companheiro (que morreu) tentou matá-lo. O comparsa quis se vingar”, disse o policial.
O motorista cúmplice do crime foi encaminhado então ao 5º Distrito Policial, onde seria ouvido pelo delegado Elias Yuao Kobayashi – que, até a tarde de ontem, não havia confirmado se ele ficaria preso ou não. O suspeito principal, que teria atirado nas vítimas, já havia sido identificado pelas autoridades, mas ainda não tinha sido encontrado pelas polícias até o final da tarde de quarta-feira.

Veja Também

Polícia Civil prende acusado de tráfico no Jardim Santa Fé

A Polícia Civil prendeu o desempregado E.B.S., de 23 anos, após uma abordagem no Jardim ...