Ajudante de eletricista é executado dentro de sua residência no Salerno

Criminosos invadiram a casa e atiraram seguidas vezes na direção da vítima; sogro e esposa estavam no imóvel, mas foram poupados

O ajudante de eletricista Paulo Roberto Faustino, de 54 anos, foi executado com quatro tiros no interior de sua residência, no Parque Salerno, em Sumaré, na noite da última sexta-feira (22). Criminosos invadiram o quarto da vítima e atiraram seguidas vezes. Faustino ainda tentou correr, mas caiu no corredor da casa. A mulher e o sogro da vítima estavam no interior do imóvel, mas não chegaram a ver os criminosos, pois estariam em outros cômodos. O ajudante foi sepultado na tarde de sábado (23), no Cemitério da Saudade, em Sumaré. A Polícia Civil ainda não tem pistas dos criminosos. Foi o segundo caso de homicídio registrado no mesmo bairro neste ano, e o terceiro na cidade em 2019.
Com relação ao assassinato de Faustino, por volta das 21h30 da sexta-feira, a esposa da vítima estava tomando banho e seu sogro estava em outro cômodo quando ambos ouviram os disparos. Ao chegarem no corredor da casa, encontraram Faustino já caído e baleado.
“Tudo foi muito rápido. Não sei como entraram ou saíram. Só ouvimos os disparos e quando chegamos ao corredor, ele já estava caído. Ele ainda estava vivo, mas morreu nem em cinco minutos depois. Ele não nos disse nada”, desabafou o sogro da vítima, o ajudante geral E.C.S., de 68 anos.
Segundo ele, Faustino não tinha envolvimento com entorpecentes e sempre manteve um bom relacionamento com a vizinhança. “Ele sempre foi uma pessoa boa de coração. Era incapaz de fazer mal a uma barata”, desabafou o sogro da vítima.
De acordo com a Polícia Militar, aparentemente a vítima estava em seu quarto quando teria sido surpreendida pelo criminoso. Ele chegou a fazer um primeiro disparo na direção de Faustino, que tentou escapar e caiu no corredor. Provavelmente, ele teria sido atingido então por outros tiros enquanto ainda estava caído. A PM preservou o local até a realização da perícia feita pelos agentes do IC (Instituto de Criminalística) de Americana. Os peritos recolheram cinco munições de pistola calibre 380 no interior da casa da vítima.

OUTROS CASOS
No último dia 29 de janeiro, o adolescente Matheus Bezerra Paulino, de 16 anos, foi executado com 11 tiros enquanto dormia dentro do próprio quarto, na residência da família, também no Parque Salerno. Os tiros acertaram a cabeça, tórax e braços.
Os parentes da vítima consideram a possibilidade que os assassinos teriam dado algum tipo de calmante para o cachorro, pois não teria esboçado reação quando os invasores entraram pelos fundos da residência. O padrasto do menor teria ouvido os disparos e viu quando dois homens fugiram. Eles usavam roupas pretas e capuzes. Foi o segundo caso de homicídio registrado na cidade em 2019.
No 1º dia do ano, o ajudante geral Bruno de Alencar Fonseca, de 19 anos, foi assassinado com dois tiros, que atingiram as costas e o rosto. O corpo da vítima foi localizado pela Polícia Militar na Estrada Municipal Luiz Fernandes Bredda, na área rural de Sumaré.

Veja Também

Polícia Civil prende acusado de tráfico no Jardim Santa Fé

A Polícia Civil prendeu o desempregado E.B.S., de 23 anos, após uma abordagem no Jardim ...