Mulher tenta entrar em presídio de Hortolândia com LSD na calcinha

A autônoma T.D.B.V., de 29 anos, foi presa após tentar entrar com 25 micropontos da droga sintética LSD, escondidos na costura de sua bolsa, no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Hortolândia, no último sábado (23). A unidade faz parte do Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia. Ela passava pelo procedimento de fiscalização com uso do escâner corporal de raios x quando os agentes desconfiaram que a mulher portava “algo estranho” entre os seus pertences.
De acordo com informações da unidade prisional, a mulher iria fazer uma visita para o seu companheiro, que cumpre pena na unidade. Tal visita estaria restrita ao “parlatório” (o compartimento reservado onde os presos conversam com os visitantes). Após submeter seus pertences à revista, os agentes desconfiaram da alça da bolsa da mulher. Eles conseguiram abrir uma parte da costura, onde localizaram os “selos” da droga. Também foram localizadas algumas anotações com mensagens referentes à comercialização de drogas e a suposta “contabilidade” do tráfico.
A autônoma alegou aos agentes que a bolsa foi emprestada por outra pessoa e ela só soube da existência das drogas após a localização pelos agentes, já dentro do presídio, mas não soube informar quem seria a tal “responsável” pela bolsa. A mulher foi conduzida ao Plantão Policial de Hortolândia, onde foi autuada em flagrante sob acusação de tráfico de drogas e depois levada à Cadeia Feminina de Monte Mor, onde ficou até ser apresentada no Fórum para sua audiência de custódia.
Semana passada, dia 17, outra mulher de 23 anos havia sido presa na P3 depois de ser surpreendida com micropontos de LSD escondidos na calcinha. Os agentes perceberam alteração na imagem feita pelo escâner corporal e perguntaram à visitante se ela estava usando absorvente. Diante do nervosismo dela, o processo de revista íntima foi então feito, e a mulher admitiu que estava transportando entorpecentes escondidos no forro da calcinha, mas que seu companheiro não saberia de suas “intenções” de lhe entregar o LSD.
A suspeita foi encaminhada ao Plantão Policial de Hortolândia, onde foi autuada em flagrante sob acusação de tráfico de drogas, e depois levada para a Cadeia Feminina de Monte Mor, onde ficou até ser apresentada no Fórum hortolandense para sua audiência de custódia.

Veja Também

Polícia Rodoviária prende homem flagrado com caminhão roubado

Abordagem foi na marginal da Anhanguera no Nova Terra, região do Matão, em Sumaré; suspeito ...