Relatório da Prefeitura de Hortolândia aponta 59 imóveis afetados pelas chuvas

Famílias têm sido monitoradas e atendidas em suas necessidades emergenciais; muitas ainda precisam de doação de móveis

A Prefeitura de Hortolândia concluiu na terça-feira, 08 de janeiro, a visita a todas as casas e comércios afetados pela chuva da última semana. De acordo com o levantamento, 59 imóveis sofreram danos com alagamentos ou infiltração. A Prefeitura oferece atendimento permanente a todas as pessoas afetadas, com entrega de cestas básicas, roupas, colchões, produtos de higiene e limpeza, além de móveis. A quantidade de alimentos e roupas arrecadados por doação já é suficiente para atender estas famílias, mas ainda há necessidade de móveis, como fogão, geladeira e máquina de lavar roupa. Quem puder colaborar com estes itens, pode acionar a Defesa Civil pelo telefone 199, que uma equipe da Prefeitura faz a retirada da mobília.
Ainda há a necessidade de 19 geladeiras, 22 fogões, 18 sofás, 12 televisões, 13 máquinas de lavar, 27 camas com colchão de casal, 21 camas com colchão de solteiro, nove conjuntos de mesa e cadeira e 56 guarda-roupas. O relatório foi produzido em parceria pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, Secretaria de Habitação, e Defesa Civil, órgão da Secretaria de Segurança.
De acordo com o levantamento realizado durante as visitas, entre os imóveis afetados, seis são comércios e 53 são casas localizadas em diversos bairros da cidade. Dos imóveis residenciais, 14 precisaram ser interditados, pois apresentam rachaduras e infiltrações; destes, 13 estão em APPs (Áreas de Preservação Permanente) e as famílias passam a ser atendidas com o Auxílio Moradia.

SOLIDARIEDADE
Desde a noite de sexta-feira (03/01), quando o maior volume de chuva foi registrado (147mm), equipes da Prefeitura realizam atendimento às famílias das áreas alagadas. Durante o final de semana, a Prefeitura mobilizou mais de 300 pessoas, entre servidores e voluntários, para prestar atendimentos emergenciais, como auxílio na limpeza de imóveis, fornecimento de 500 litros de cloro e remoção de móveis inservíveis, por meio da Operação Cata Bagulho.
A solidariedade da população fez a diferença e foram arrecadadas 1,2 toneladas de alimentos, suficientes para montar 400 cestas básicas. Além das famílias afetadas pela chuva, as cestas foram destinadas aosCRASs(CentrosdeReferênciaemAssistênciaSocial),unidadedaPrefeituraresponsável pelo atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Também receberam alimentos doados a Casa Abrigo, o Funsol (Fundo Social), e entidades cadastradas no CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente).
“Agradecemos a todos que colaboraram doando roupas e alimentos, pois conseguimos um grande número de produtos, suficiente para atender a necessidade imediata das famílias afetadas pela chuva. Estamos monitorando a situação destas pessoas de forma permanente e dando toda assistência necessária. Muitas perderam os móveis e, por isso, quem tiver doações de mobília em boas condições de uso pode entrar em contato com a Defesa Civil, que a Prefeitura providenciará o transporte”, destacou o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Bueno.

Veja Também

Unasp Hortolândia promove 34ª edição do Encontro de Ex-Alunos

Encontro dos últimos dias 07, 08 e 09 de junho contou também com apresentações de ...