Rodovias da região passam o ‘feriadão’ de Ano Novo sem mortes por acidentes

Segundo concessionárias responsáveis, fim de ano não teve vítimas fatais na Anhanguera, Bandeirantes e SP-101

As três principais rodovias estaduais que cortam a região não registraram acidentes com vítimas fatais ao longo do “feriadão” de Ano Novo, confirmaram nesta semana as concessionárias responsáveis. A Rodovias do Tietê, responsável pela Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), entre Campinas e Tietê (passando por Hortolândia e Monte Mor), registrou o movimento total de 336.161 veículos por todo o trecho administrado durante os dias do feriado de Ano Novo, da 0h do dia 28 de dezembro às 23h59 do dia 1º de janeiro (terça-feira). “Ao todo foram contabilizados mais de 820 atendimentos, 19 acidentes, 40 vítimas sem lesões, 6 vítimas leves, nenhuma vítima grave e nenhuma fatal”, assegurou a empresa.
ela Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), passaram 38.257 veículos entre as cidades de Campinas e Tietê. O maior movimento foi na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), que liga Tietê a Bauru, por onde trafegaram 243.266 veículos. Já pela rodovia Comendador Mário Dedini (SP-308), que vai de Salto a Piracicaba, o registro foi de 54.638 veículos.
Os maiores fluxos de veículos foram registrados na saída do feriado – na sexta-feira e no sábado, dias 28 e 29/12 – e também na terça-feira na volta, em todas as rodovias.
Funcionando como uma “avenida” ligando toda a região sudoeste da RMC (Região Metropolitana de Campinas), a SP-101, também conhecida na região como “Campinas-Monte Mor”, vai até Rafard e tem tráfego intenso o tempo todo, principalmente nos horários de pico na chegada e saída de Campinas até Monte Mor.
A Rodovias do Tietê faz parte do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, responsável pela manutenção e operação de 415 quilômetros de rodovias: Rodovia Marechal Rondon (SP300), Rodovia Prof. João Hipólito Martins (SP-209), Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), Rodovia Bento Antônio de Morais (SP101), Rodovia Dr. João José Rodrigues (SP-113); Rodovia Comendador Mário Dedini (SP308) e Contorno de Piracicaba – Rodovia Ernesto Paterniani (SPI-162/308).
Em casos de emergências, os usuários podem entrar em contato com a Rodovias do Tietê por meio do número 0800 770-3322 ou através dos telefones de emergência, disponíveis em todo o trecho sob concessão.

AUTOBAN
Já a concessionária CCR AutoBAn, responsável pela operação do Sistema Anhanguera-Bandeirantes (cujas rodovias passam por Hortolândia, Sumaré e Nova Odessa), informou que, entre a zero hora do dia 28 de dezembro e as 24h de terça-feira, 1º de janeiro de 2019, circularam pelo Sistema, entre saída e chegada à capital, 679 mil veículos.
Neste período, foram registrados 56 acidentes, 36 feridos e uma morte. “Foi um choque de moto contra a barreira do canteiro central, seguido de queda do condutor da motocicleta, que aconteceu na altura do km 25 da pista norte – sentido capital – da Via Anhanguera, em São Paulo, por volta das 9h20 da última segunda-feira, dia 31/12”, explicou a assessoria da CCR.
Neste período, a equipe da concessionária realizou 1.355 atendimentos a veículos, 66% de pane mecânica (902 atendimentos), a principal causa. Pneu furado, superaquecimento do motor e pane seca (falta de combustível) também estiveram entre os fatores que motivaram os atendimentos.
A cada cinco minutos, em média, um veículo recebeu atendimento de socorro mecânico no Sistema Anhanguera-Bandeirantes durante a Operação Ano Novo. Durante a operação, circularam pelo Sistema Anhanguera-Bandeirantes aproximadamente 1,8 milhão de veículos, sendo cerca de 680 mil apenas na saída e chegada à Capital.

Veja Também

Caminhão a serviço da BRK Ambiental perde freios e invade casa no Luiz Cia

Concessionária iniciou ontem o conserto do muro da residência atingida; em situação irregular, veículo foi ...