Canil da GCM apreende maconha, crack e ecstasy na volta de saidinha

A equipe do Canil da GCM (Guarda Civil Municipal) apreendeu 65 trouxinhas de maconha, 32 microtubos de cocaína, 11 porções de mesclado (mistura de maconha com crack e 75 comprimidos que aparentam ser ecstasy), na frente do CR (Centro de Ressocialização) de Sumaré. Os GCMs foram solicitados para auxiliar nas revistas dos reeducandos que retornavam ao local na quinta-feira (03), após a saída temporária de Natal e Ano Novo.
O pastor cinza Max, que era conduzido pelo GCM Feliciano, localizou aproximadamente 20 trouxinhas de maconha, que estariam em uma cerca próximo ao portão da unidade. O entorpecente estava escondido entre folhas de fumo de corda, que teriam sido usadas para disfarçar o odor da maconha.
O restante das drogas foi localizado em um buraco próximo ao relógio de energia elétrica da unidade prisional pelo pastor belga de malinois Colt, que estava com seu adestrador GCM Itamar. As porções dos entorpecentes estavam em meio a restos de comida. Algumas embalagens com maconha tinham adesivos com o personagem infantil Popeye e outros, a figura do cantor Bob Marley.
As porções de drogas foram apreendidas e levadas ao Plantão Policial de Sumaré. Os responsáveis pelos entorpecentes não foram identificados naquele momento, e a apuração sobre o assunto será conduzida agora pela Polícia Civil.
Desde a sexta-feira (21 de dezembro), mais de 4.500 presos do Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia e do CR (Centro de Ressocialização) de Sumaré deixaram as unidades durante o período da saída temporária de Natal. Geralmente, a taxa de detentos que não retornam é de aproximadamente 4%, segundo dados de anos interiores divulgados pela SAP (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária).

Veja Também

Dois suspeitos de roubo são abordados pela GCM

O servente Petterson Santos de Oliveira Souza, de 19 anos, foi preso, e um adolescente ...