Prefeitura de Hortolândia abre licitação para a reforma do Hospital Municipal

A previsão é que a licitação seja concluída na 1ª semana de janeiro e a ordem de serviço para o início das obras será dada no 1º trimestre

Na terça-feira, 27 de novembro, a Prefeitura de Hortolândia publicou a licitação para a contratação de empresa que realizará a obra de reforma no prédio do Hospital Municipal e Maternidade Governador Mário Covas. A previsão é que a licitação seja concluída na primeira semana de janeiro e a ordem de serviço para o início das obras será dada no primeiro trimestre de 2019. Nesta primeira etapa da obra, o Hospital ganhará um novo telhado e a fachada será reformada e readequada, com uma nova entrada. O município dispõe de R$ 2,5 milhões para a obra, verba proveniente de emenda parlamentar da deputada Ana Perugini (PT). A reforma faz parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), programa que prevê investimentos de cerca R$ 400 milhões para promover o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos.
O prefeito Angelo Perugini (PDT) lembra que, quando o Hospital Municipal foi construído, em 1997, durante sua gestão como secretário de Saúde, Hortolândia tinha cerca de 100 mil habitantes. Hoje, com a população mais que duplicada, com 212 mil habitantes, a cidade demanda um hospital com mais estrutura. “Nós queremos e precisamos de um hospital reformulado. O Mário Covas está insuficiente para atender a demanda. Por isso, nós vamos fazer um grande investimento e ampliar as instalações para que ele possa atender com qualidade a nossa população”, observa o prefeito.
Segundo a secretária de Saúde, Odete Carmem Gialdi, a reforma será feita em etapas, a fim de que o atendimento prestado à população seja mantido. “Vamos organizar este processo de reforma para que o impacto no atendimento seja o menor possível. É uma obra necessária e ampla, que trará benefícios aos pacientes, como uma unidade de saúde mais confortável e acolhedora”, destaca Odete.
De acordo com a secretária de Saúde, durante a reforma, haverá a substituição de toda estrutura metálica que sustenta o telhado do hospital, substituição das telhas de fibrocimento por telhas galvanizadas com isolamento térmico, além da implantação de calhas e condutores para escoamento da água da chuva. Na fachada, o projeto contempla a instalação de revestimento nas paredes externas, recuperando o visual desgastado pelo tempo. O material de forração a ser implantado é composto por lâminas de alumínio fosco, conhecidas como ACM. O material proporciona conforto técnico, tem alta resistência e promove amortecimento acústico, diminuindo o impacto de ruídos externos.

INVESTIMENTOS
Além deste investimento, a Prefeitura conta com R$ 500 mil, do deputado federal Luiz Lauro Filho, para utilização em obras na área interna do hospital, nos setores de internação e urgências. Esta parte da reforma, que ainda será licitada, abrangerá a recepção do atendimento às urgências, contemplando o conserto de piso e paredes, a substituição de bate macas e a recuperação de batentes e portas. O objetivo é acolher o paciente, oferecer mais conforto e melhorar o fluxo de atendimento aos usuários.
A Prefeitura pretende, ainda, criar um acesso coberto para veículos. A obra possibilitará que o acesso de automóveis seja próximo da nova porta de entrada, local onde haverá cobertura externa, protegendo os pacientes que chegam à unidade de atendimento nos dias de chuva. Para tanto, a Administração Municipal buscará mais recursos.

Veja Também

Comitiva de Sumaré reforça a ministro pedido de oferta de terapia para AME

Em continuidade à Luta Pela Cura da Atrofia Muscular Espinhal, grupo cobrou de Gilberto Occhi ...