Aluno de Sumaré conquista ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

Sumaré é ouro na OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) de 2018. Pela segunda vez consecutiva, o aluno Gabriel Aliança de Jesus Crisostomo, estudante do 9º ano da EMEF Profª Nilza Thomazini, no Matão, foi o primeiro colocado da competição nacional, recebendo a medalha de ouro na categoria Ensino Fundamental Nível 2 (alunos do 8º ou 9º ano).
Gabriel é o primeiro aluno da rede pública de Sumaré a conquistar o ouro na Olimpíada de Matemática, agora, alcançando o feito duas vezes. Além disso, em 2016, o estudante já havia conquistado a medalha de bronze na competição. Em junho, o prefeito Luiz Alfredo Dalben (PPS) já havia recebido o estudante para parabenizá-lo pela conquista da medalha de ouro da edição de 2017 da Olimpíada. Durante o encontro, Gabriel contou que buscava novas medalhas.
“Na primeira vez que participei, passei pela primeira fase, mas não pude fazer a segunda. Em 2016, tentei novamente, o professor Roberto Piloto sempre me incentivou, dizendo que eu tinha potencial e que isso ia me abrir portas para cursos, bolsas. Em 2016, consegui a medalha de bronze e, em 2017, iniciei o PIC (Programa de Iniciação Científica), na modalidade Júnior, na Unicamp. Isso melhorou meu conhecimento, me ajudando a ganhar a medalha de ouro na 13º edição da OBMEP. Continuo estudando e me aperfeiçoando para conquistar outras medalhas”, contou o garoto.
“Estamos muito orgulhosos em ver novamente o Gabriel recebendo essa medalha, com certeza é um garoto que tem um futuro brilhante. Desejamos muito sucesso e que ele possa inspirar outros alunos da nossa cidade a se dedicarem aos estudos e lutarem por seus sonhos. Conquistas como essa nos motivam a trabalhar e investir cada vez mais na Educação de Sumaré, proporcionando um ensino de qualidade para nossos alunos”, disse o prefeito Luiz Dalben.
Outros estudantes também se destacaram na competição em Sumaré: oito alunos da EM Antônio Palioto, oito da EM José de Anchieta e três da EM Dr. Leandro Franceschini receberam menções honrosas.

OBMEP
A 14ª edição da competição contou com a participação de escolas públicas e particulares, tendo mais de 18,2 milhões de inscritos de 54.496 escolas. Cerca de 900 mil alunos participaram da segunda fase da OBMEP, em setembro. Serão distribuídas 575 medalhas de ouro, 2,1 mil de prata, 5,1 mil de bronze, além de mais de 5,1 mil menções honrosas.
A Olímpiada é destinada para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio. Por serem medalhistas, os alunos são convidados para participar do PIC (Programa de Iniciação Científica Jr.), que permite a eles entrarem em contato com novas questões no ramo da Matemática, ampliando o conhecimento científico, além de motivá-los na escolha profissional pelas carreiras científicas e tecnológicas.
A Olimpíada é realizada pelo IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada), do Rio de Janeiro, e promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e do MEC (Ministério da Educação), com o apoio da SBM (Sociedade Brasileira de Matemática).

Veja Também

Inscrições para cursos técnicos da Etec Sumaré estão abertas

Estão abertas as inscrições para o vestibulinho 2019 da Etec (Escola Técnica) de Sumaré. Para ...