13º salário dos servidores deve ‘injetar’ R$ 7 mi em Hortolândia

A Prefeitura de Hortolândia realiza antecipadamente o pagamento do 13º salário do funcionalismo público municipal. A primeira parcela do abano de Natal “caiu na conta” dos trabalhadores na terça-feira (13/11). De acordo com a Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal, o valor total pago é de R$ 7.421.496,53. A primeira parcela do 13º dos servidores movimentará a Economia do município, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo.
“A Prefeitura tem trabalhado para manter e honrar os compromissos com os servidores municipais. Tanto que antecipa o pagamento da primeira parcela do 13º”, destacou a secretária de Administração e Gestão Pessoal, Ieda Manzano de Oliveira. A secretária ainda acrescentou que o pagamento da segunda parcela também deve ser antecipado, com previsão para ser feito no dia 14 de dezembro.
Para a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Monique Freschet, a antecipação da primeira parcela do 13º salário deve refletir positivamente no Comércio local e alavancar as vendas. “Este período do ano é bastante aguardado pelos lojistas, que têm oportunidade de equilibrar o saldo de vendas do ano”, salientou a secretária.
Mas para isso, explica Monique, os comerciantes precisam se planejar para atender a demanda do período. “Os empreendedores devem abusar das estratégias de marketing e organização de seus ambientes. Com isso, eles vão fazer com que os consumidores sejam atraídos para as lojas e deixem na cidade boa parte desses R$ 7,4 milhões. A retenção da massa salarial na cidade é uma pauta importante para o nosso governo”, destacou Monique.
Análise semelhante também é feita pelo presidente da Aciah (Associação Comercial e Industrial de Hortolândia), Almir Grizante. “Com o pagamento antecipado da primeira parcela do 13º aos servidores municipais, o Comércio da cidade também se movimenta antecipadamente. Isso ajuda a dar fôlego em tempos de crise vivenciada pelos lojistas”, afirmou.
Para o presidente da Aciah, é importante fazer com que os munícipes consumam na cidade, uma vez que isso beneficia a própria cidade. “Com isso, quanto maior a arrecadação de imposto no município, maior é a participação dele no ‘bolo’ de divisão do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)”, completou o representante dos comerciantes.

Veja Também

Monte Mor ganha oficialmente duas novas Unidades de Saúde da Família

O prefeito Thiago Assis (MDB) inaugurou no último dia 04 de dezembro duas novas e ...