Escola promove atividade integrativa para alunos com maiores dificuldades

Para os alunos surdos que têm maior dificuldade com o conteúdo trabalhado em sala de aula, a escola promove, uma vez por semana, uma atividade integrativa onde todos se reúnem com a professora de Educação Especial, designada para promover atendimento especial, exclusivo em Libras.
“Os alunos têm orientações pedagógicas para corrigir eventuais defasagens e podem interagir de forma mais espontânea”, destaca a diretora da escola, que explica que o processo de avaliação do aluno surdo é diferenciado. “A avaliação leva em conta a evolução da criança”, afirmou a professora Andria Damares Silva.
Mas tirar boas notas não é problema para o Matheus. Ela conta que ele é muito bom aluno e que gosta de estudar. Entre as atividades preferidas na escola, está pintar e comer a merenda. Sobre os amigos, ele diz que gosta de todo mundo e não vê diferença entre quem é surdo e ouvinte porque “todos brigam igual e brincam igual”. No futuro, adivinha o que o Matheus quer ser? “Professor, ensinar outras crianças”, mostrou o aluno em Libras. Inspirador.

Veja Também

Alunos da Escola Técnica de Hortolândia arrecadam cinco toneladas de alimentos

Alunos da Etec (Escola Técnica) Centro Paula Souza, de Hortolândia, realizaram, na última sexta-feira (22/02), ...